Japão: Primeiro dia corrido em Tokyo No ratings yet.


Acabei saindo 10:30 da manhã de Hekinan, rumo a Nagoya, para pegar trem bala para Tokyo. Nervosismo? Muito, pq por mais q você saiba se comunicar em japones, bate uma vergonha misturado com medo de conseguir as coisas corretamente.

Pois bem, eu consegui errar duas coissas antes de chegar em Nagoya, primeiro eu fui pro vagão do lado contrario rumo ao ponto final de hekinan, depois eu fui descer em kariya shi e nao a estação de kariya pra fazer baldeação em nagoya. Pessoal que eu fui tirar duvida, me explicara, apanhei pra entender a diferença do karya shi pra karya, mas blz.

Desci na estação de Nagoya. Muita gente pra todos os lados, e bom, um funcionário da JR me ajudou a usar os bilhetes de trem. Não sabia que comprando os dois bilhetes, vc tinha que passar os dois ao mesmo tempo na maquina (eu tinha colocado um de cada vez). Pois bem, peguei o Nozomi, era umas 11 horas, cheguei em tokyo meio dia e meio. Lembrando que cruzei mais de 300 quilometros nessa viagem em uma hora.

Descendo em Tokyo, liguei pro Renato, e nos encontramos na estação. Ele precisava passar no Hello Work, pra ter informações de trabalho no Japão, então acompanhei ele.

Depois, fomos pra Shibuya e eu tava usando uma camiseta com a frase “minha cabeça explodiu” e foi bem isso que aconteceu. Ver tudo aquilo, não tem como eu descrever em palavras. Realmente eu estava no Japão, mas até então eu ainda não tinha visto o Japão que eu vejo na televisão. E lá vamos nós, fomos em muitas lojas, babei muito em ver bonecos de tokusatsu, changeman e jaspion em vidros, intactos. Engraçado que dois amigos japoneses olhavam pra mesma vitrine e um deles comentava em japones “pô, essa era a série q eu adorava quando era pequeno”, ai o outro falava: “verdade? que legal” e tal. Muito engraçado ver esse tipo de coisa.

Vale lembrar que Renato é um amigo muito engraçado e muitas vezes eu disparava de dar risada e não parava mais. Numa das situações foi quando ele disse que a coleção dos gundams daquela loja era foda, ai ele pegou um dos bonecos pra eu ver e olhou com uma cara de decepção e soltou: “menos esse”. Vendedores da loja não entendiam pq eu ria tanto.

Estar com Renato, tb me fez ver po quanto era bom falar em portugues e as pessoas nao entenderem nada. Muitas vezes, Renato falava no metro, “pega a japonesa do seu lado”. Tipo, vamos explicar isso, no metro em Tokyo, os japoneses ligam o “sleep learning”, simplesmente dormem, e não muitas vezes eles caem em cima de você. Numa das vezes, uma garota lindissima de blusa de tigresa, caiu sobre mim e ai o Renato me solta essa perola.

Depois fomos encontrar a Sae (senao me falha o nome dela, valeu Renato por lembrar), que veio pro Brasil ver o show do Jam Project ano passado. Ela foi muito legal, e tipo treinei meu nihongo todo errado, com ela. Agradeço ela de montão por causa disso.

Fomos pro show da Yumi Matsuzawa, num restaurante fechado pra o live. Ela como a manager dela, recebeu a gente muito bem. Acabamos ganhando um documentario em dvd, do show dela no Sana.

Olha, ver um show pra umas 40 pessoas, da Yumi, foi algo sensacional. Assistir e ouvir músicas como elas deveriam ser executadas (sim, critico o acustico do Brasil, não gosto muito), foi otimo. A Yumi quis conversar comigo, mas meu nihongo nao é rapido o suficiente, ai ela soltou “eu quero suco de limão” brincando com a frase q ela aprendeu quando foi ao Sana. Eu e o Renato rimos dela falar essa frase em portugues rs.

Acabou que ela nós convidou pra ver o show de natal, que ela, kageyama, o endo e os demais tocariam no domingo. Assim, saimos mais cedo do jantar, pq o renato precisava arranjar hotel pra mim dormir. Sim, o professor que eu ia me hospedar viajou no fds, por isso no fds eu dormiria em hoteis, o que me prejudicou no futuro.

Dormi num hotel da jr na estação de musashi sakai (valeu por corrigir de novo Renato), um preço altissimo (o mesmo valor do trem bala). Descobri no dia seguinte que era um hotel cheio de empresarios e bom, foi legal. Tomei café na cafeteria do hotel, muito bom inclusive e fui encontrar o Renato. Partimos rumo ao maior evento que estava rolando no Japão, a JUMP FESTA.

Continua.

Comentários

comentários

Please rate this


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
  • Diogo

    1º Dia agitado em Tokyo hein??? mas pelo visto foi bem divertido :] passarei mais vezes aqui no blog pra ver a continuação da história ^^

  • marvinmc

    Nossa, show quase particular? Que chato hein xD

  • Calliban

    Ah, meu amigo ^^Essa da menina cair em você merecia foto

  • Anonymous

    oi, eu sempre leio o blog, é a primeira vez que to comentando, queria te dar parabéns por essa sua saga ao Japão que tá muito bacana, to lendo todas, consigo me sentir no seu lugar conforme vc descreve. Até mais, por favor continue contando suas aventuras no japão.

  • Juba

    AnônimoAgradeço de montão por estar pedindo pra eu continuar a contar as aventuras no Japão. Bom, só coloque seu nome ou nick na próxima vez. blz? abraços

  • Mickey

    Passar dois bilhetes duma vez? Eu não teria tamanha coordenação motora, hehehaehe! Ain, que chato showzinho particular da Yumi logo no primeiro dia. =P Quanto gramú! 8D

  • Ricardo Kaleu

    Fala juba blz!kra! mto phoda essa sua viagem ao Japoron! xDContinuarei acompanhando os posts!abraço!