Japão: Nagasaki – Parte 1


Uma belíssima cidade na região de Kyushu, fomos pra Nagasaki, depois de um dia em Beppu. Chegamos à noite, andando por essa belíssima cidade que a noite, parece uma cidade praiana.
Logicamente que Nagasaki é conhecida, graças ao trágico ataque na 2º guerra mundial. Só que esse não é o único motivo por qual devemos conhecer a cidade, já que mesmo trazendo vestígios da guerra, Nagasaki tem muito mais a oferecer em termos de história do que possamos imaginar.
Por exemplo, na época Oda Nobunaga, vieram os primeiros jesuítas portugueses, que vieram catequizar a população, o que gerou a morte dos mesmos, conhecido como a crucificação dos mesmos.

A história de Nagasaki começa 607 onde com a proximidade com a China e a Coréia do Norte, era usado como porta dianteira da diplomacia japonesa. Assim, os japoneses iam do Japão para China, pela cidade. Nagasaki, além disso, desempenhava o papel de comércio para exportação com os dois países.
Em 1550, chegava ao porto Hirado, o primeiro navio estrangeiro em Nagasaki, de Portugal. A chegada dos portugueses, além de estreitar uma relação comercial, veio também com uma nova ordem religiosa, o cristianismo, pregado por jesuítas que se concentraram pela região. Essa chegada dos portugueses veio com a colonização e a fundação da cidade de Nagasaki por eles, isso 50 anos depois da descoberta do Brasil.
A negociação comercial com Portugal, China e outros países, começaram em 1571. Essa relação comercial só aumentou a quantidade dos países ocidentais que mantiveram essa relação com o Japão. O governo japonês, pouco tempo depois, decidiu fechar as portas de todos os portos pra navios ultramarinos, mantendo apenas o porto de Nagasaki aberto para o resto do mundo.
Em 1637, os portugueses como outros povos, foram expulsos de Nagasaki, depois de uma mobilização interna. Esse processo de expulsão foi algo que se extendeu pelo século XVII.
Nagasaki é uma cidade que até hoje tem vestígios de outros povos, em diversos pontos na cidade. É uma cidade que deve ser visitada, não só pelo fator histórico, mas pelas características exóticas e únicas que a cidade tem.
Um dos pratos que sobrou a culinária portuguesa se chama Castella, que para nós brasileiros seria algo próximo de um pão de ló.

Nagasaki – Uma cidade muito além da bomba atômica

Quando chegamos a Nagasaki a noite, vimos um barco holandês no porto de Nagasaki que é do lado da estação cental de Nagasaki. Diferente das estações do Brasil, a maioria das estações do Japão, são enormes shopping e aqui não é diferente. Tinha parque de diversos da Sega, uma rede de cinemas, e mais de 3 andares de lojas. Verdade seja dita, a estação de Nagasaki é uma das mais belas que eu já vi, sendo um verdadeiro cartão postal da cidade.

Uma coisa importante comentada que quanto mais longe de Tokyo/Osaka/Kyoto nós formos, mais os preços das coisas ficaram mais baratos. Assim, ficamos num hotel muito bom, por 7.000 ienes, saindo 3.500 por pessoa. Aconteceu um fato engraçado, que Renato gostava de pesquisar preço de hotel, e eu acabava ficando na rua, às vezes porque não queria pesquisar, depois porque queria tirar fotos, ai ele se confundiu em japonês e pediu cama de casal nesse hotel, o que fez os funcionários darem um sorriso discreto que não entendemos até abrir a porta do quarto. Corremos pra explicar que queríamos camas de solteiro, mesmo assim hoje soa engraçado lembrar isso.

Como a madrugada é uma criança, ficamos andando por Nagasaki, pra conhecer a cidade. Fomos jantar um restaurante que descobrimos quanto entramos que era formato “Family Smart”, onde o Renato pediu um prato “a brasileira”, que veio frango e salsicha. Uma das coisas que eu gosto desses restaurantes é bebida a vontade de qualquer tipo, numa mesa que você se serve, e como eu adoro Fanta Melon, nossa foi ótimo. Eu pedi carne, pq já estava em abstinencia em comer carne, então vinha um bife mais um hamburguer pra compensar a escassez de carne no Japão. Um prato gostoso, mas que seria bem irônico no Brasil.

Fomos ao prédio que tinha um parque da Sega, e uma enorme roda gigante do lado de fora do prédio, depois descobrimos que o segundo prédio assim no Japão, o primeiro fica em Nagoya.

Como tiramos muitas fotos nessa madrugada principalmente no parque da Sega, contaremos essa história mais tarde.

Continua…

Pontos turísticos que visitamos em Nagasaki

Vai ser uma série de dados de informações sobre os lugares que fomos em Nagasaki, recontando a história da cidade. Pra quem queria saber mais sobre a primeira cidade que visitamos da bomba atômica, esperem que vamos mostrar pra vocês.

Pontos turísticos:

Nagasaki National Peace Memorial Hall for the Atomic Bomb Victims

Nagasaki Atomic Bomb Museum
Urakami Cathedral
Nagasaki Peace Park
Twenty-Six Martyrs Museum and Monument
Megane Bridge

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
  • Lancaster

    Ei, cadê a parte dois? :D

  • Michel

    Cadê as atualizações, Giuliano??? Não fica só no Twitter não…HeHeHe!P.S.: Passando só pra encher o saco!!!

  • Andrézinn

    Amigo,Acabei de voltar do Japão tambemTem varias fotos com comentarios no meu site:http://www.testando123.com/2009/11/novas-fotos-do-japao.htmlEspero que goste e descubra alguns lugares novos para irAbs