Japão: Nagasaki – 3º parte – 26 mártires



Visitamos esse monumento de madrugada em Nagasaki, sendo que ele foi construído em junho de 1962 em homenagem ao centenário da canonização dos 26 padres executados em 5 de fevereiro de 1597.

Detidos por ordem de Toyotomi Hideyoshi, 26 padres foram detidos em Kyoto e Osaka. Desses 26 padres, 20 eram japoneses, 4 espanhóis, 1 mexicano e 1 indiano, sendo que foram presos e obrigados a marcharam durante o inverno, a Nagasaki.





Lá eles foram condenados e mortos no monte Nishizaka, justamente por propagarem uma religião que estava proibida no Japão. A história acabou corrigindo esses fatos transformando esses 26 padres em mártires, assim a Igreja Católica os canonizou em 1862.



O monumento construído em 1962 tem também um museu que homenageia a religião católica, tendo inclusive muitas cartas originais do jesuíta São Francisco Xavier. Importante ser dito, que a religião católica no Japão se encontrou com outras religiões, sendo muito comum, ver estatuas de santos católicos, cercada de estatuas de outras religiões, formando uma mistura interessante pra turistas que freqüentam a região.



É um lugar que vemos como a história foi feita, aonde diferentes culturas e religiões tiveram choques que se desdobraram em guerras que questionavam a religião nesse passado ainda tão presente.







A visita





Fomos para lá de madrugada, depois de ir ao Coco Walk, sendo um desafio subir até lá. Vale lembrar, que tem um prédio da NHK que serve como referência, para encontrar os 26 mártires. Subimos uma ladeira, que se dá de encontro com a torre da NHK, que é bem próximo do local do monumento em forma de cruz, aonde encontramos os 26 mártires.



Ir de madrugada num lugar desse tipo, realmente foi instigante, como também foi estranho. Não nego aqui, que ir com o Renato pra esse lugar, foi em alguns momentos ameaçador, justamente por causa da cruz deitada onde os 26 padres estão esculpidos.



Vale a visita, mas de preferência, não vá à noite.



Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
  • Lancaster

    Pior que a atmosfera deve ser assustadora, mesmo. Algo como ir a um cemitério de madrugada.

  • Jose Azevedo

    A informação não está inteiramente correta. Um dos Mártires, era português. Era filho de pai português,de Guimarães e mãe indiana de Goa.