Japão: Nagasaki Parque da Paz No ratings yet.



Esse belíssimo parque foi construído em 1955, no local do hipocentro da bomba atômica. Numa época que o Japão se reconstruía, depois de perder a 2º guerra mundial, esse parque foi construído pra todos lembrarem das decisões errôneas criadas pela sociedade em épocas de guerra, e que o preço de bombas nucleares é muito alto.

Construído próximo aos destroços da prisão de Nagasaki, o Parque da Paz é representada por uma enorme estátua de 10 metros de altura. Sendo a estátua da paz, foi esculpida por Seibou Kitamura para a Prefeitura de Nagasaki.

A estátua tem toda uma simbologia e faz alusão ao holocausto e o pedido de paz da cidade e seus governantes ao mundo inteiro. Sua mão direita esta apontada mostrando a ameaça das bombas nucleares, enquanto sua mão esquerda está estendida simbolizando a paz eterna. Seus olhos ligeiramente fechados significa uma oração em repouso as vitimas, e suas pernas indicam uma meditação e uma iniciativa de erguer e resgatar as pessoas do mundo inteiro. A estatua foi construída de frente a um cofre, aonde está o nome de todas as vitimas da bomba atômica.



“Em 11h09min da manhã, do dia 9 de agosto de 1945 explodiu uma bomba atômica a 500 metros do chão. Esta pedra preta monólito simboliza o hipocentro.”



No dia 9 de agosto de 1945, Nagasaki sofreu um ataque covarde por parte dos americanos, na segunda guerra mundial. Vamos relembrar alguns dados dessa destruição.



Área atingida: 6,7 milhões de metros quadrados

Casas queimadas: 11.574

Casas completamente destruídas: 1.326

Danificadas: 5.509

Total de estruturas danificadas: 18.409

Mortes: 73.884 pessoas

Feridos: 74.909

Total de pessoas atingidas pela bomba: 148.793

A Cerimônia de Memorial da Paz

Todos os anos, no dia 9 de agosto, se realiza uma cerimônia no Parque da Paz, aonde o prefeito da cidade de Nagasaki realiza a leitura de um acordo da Paz mundial, na frente da Estátua da Paz.

Fonte da Paz

Em agosto de 1969, foi construída no parque, uma fonte em homenagem as vitimas que sentiam sede, logo após o bombardeio. Muitas delas morreram tentando encontrar água, após a bomba.

Foi construída uma estatua da garota Sachiko Yamaguchi, que tinha 9 anos na época. A estátua vem com uma declaração emocionante que Sachiko fez na época do bombardeio: “Eu estava com muita sede. Havia óleo na superfície da água, mas eu queria água mesmo que fosse tão ruim, por isso eu a bebi assim mesmo”.

Outra imagem forte do parque é a estatua em homenagem a famosa foto no qual a mãe segura seu bêbe morto, logo depois do bombardeio. Não acreditando no que aconteceu ao seu redor, ela carrega no colo, um bêbe que nao resistiu ao contato das substancias depositadas na cidade, depois que a bomba estourou.

Símbolos da Zona de Paz



Em 1978, foi construído a Zona de Paz, aonde Nagasaki desenvolveu um espaço chamado “Símbolos da Zona de Paz”. Nele, países do mundo inteiro doaram monumentos que também refletem o pensamento de paz mundial.



Os monumentos presentes no Simbolos da Zona de Paz:

# “Alívio da Amizade” do Porto, Portugal (Nagasaki irmã da cidade), 1978

# “Alegria da Vida” da Checoslováquia, (doados para Nagasaki em 1980).

# “Uma Chamada” da Bulgária, 1980

# “Monumento da Amizade do Povo” da antiga República Democrática Alemã, 1981

# “Protecção do nosso futuro” da cidade de Middelburg, Países Baixos (Nagasaki irmã da cidade), 1983

# “Estátua da Paz” a partir da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, 1985

# “Dama da Paz” a partir da Republica da China, 1985

# “Flor de Amor e Paz” da Polônia, 1986

# “Hino à Vida” da cidade de Pistoia, Itália, 1987

# “Sol da hesitação da Paz” a partir da República de Cuba, 1988

# “Monumento da Paz” de Santos, Brasil (Nagasaki irmã da cidade), 1988

# “Infinito de Ancara”, da República da Turquia, 1991

# “Constelação da Terra” de St. Paul , Minnesota , EUA (Nagasaki irmã da cidade), 1992

# “O triunfo da paz sobre a guerra” da cidade de San Isidro, na Argentina, 1996

# “Te Korowai Rangimarie – Capa da Paz” da Nova Zelândia, 2006.



Comentários

comentários

Please rate this


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
  • Alexandre Nagado

    Eu estive no Museu da Paz em Hiroshima e posso dizer que todo mundo deveria um dia conhecer o lugar. A experiência é chocante, mas esclarecedora e capaz de levar a profundas reflexões. Os líderes mundiais que pregam a construção de armas nucleares deveriam ver de perto o que a loucura nuclear pode causar. Se alguém quiser ver o meu relato sobre Hiroshima, segue o link:http://nagado.blogspot.com/2008/05/intercambio-no-japao-parte-5.htmlAbraços!!

  • Juba

    Nagado,Eu vou contar essa historia em breve tb. O museu da paz em Hiroshima eu sai menos traumatizado do q em Nagasaki, achei o de Nagasaki mais impactante principalmente quando pisamos no museu e ouvimos o som de um relogio e de aviões passando por cima do museu. O lugar é aterrorizante usando fragmentos retorcidos daquela realidade reproduzindo caracteristicas daquele dia. Acho que a gente só entende o que é paz, quando vê Nagasaki e Hiroshima de perto. Ver a chama acesa de Hiroshima a espera do fim das bombas atomicas soa esperançoso. Agora, as duas cidades sao bem crueis em revelar fotos dos habitantes com deformações causadas pela bomba. Sempre temos a curiosidade de saber como as coisas aconteceram, mas saimos arrasados quando realmente descobrimos. Acho que é essa a intenção, pra que nunca mais aconteça.abraços e visitarei seu depoimento tb.

  • Pingback: JWave #5: Juba no Japão | JWave()

  • Alvaro Ramos

    Vejam meu vídeo "Nagasaki Capital Mundial da Paz"
    link:

    e/ou http://www.youtube.com/user/burrugajp