Bem conhecido no mundo inteiro, o McDonalds chegou em 1971, em Tóquio, sendo o primeiro da rede na Ásia. A rede no Japão é bem diferente da do Brasil, principalmente pela quantidade de lanches personalizados.

Um dos lanches que mais chama atenção é o Mega Mac, que seria um Big Mac duplo. É exatamente o que você está pensando, 4 andares de hambúrgueres do lanche mais tradicional do McDonalds.

Um das campanhas mais ousadas foi o lançamento do lanche Quarter Pounder, onde a rede criou lojas sem a marca, para vender esse novo lanche. A estratégia deu certa, gerando filas absurdas nessas lojas sem marca da rede. A loja anunciou Quarter Pounder oficialmente bem depois, numa grande festa onde Ronald Mcdonalds apresentou Quarter Pounder como novo lanche do menu das lojas.

Outro lanche que entrou no menu do McDonalds do Japão foi McHot Dog Mega Sausage, estreando primeiro em algumas cidades japonesas como Kyoto.

O mais recente lanche da rede Chisu Katsu, com um hambúrguer feito da tradicional carne dos pratos japonês, sendo que dentro dele, vem recheado de queijo.

Outra novidade é o Spicy Garlic, aonde é um enorme pedaço de franco, dentro de um envelope e vem acompanhado um pacote de pimenta. Você coloca a pimenta dentro do envelope, agita, abre a embalagem no meio e vê ele todo vermelho coberto de pimenta.

O caso do McDonalds é realmente fantástico e prometo fazer um post sobre seu cardápio para falar dos lanches regionais. O sucesso deles no Japão não vem só do preço, mas por se adaptar ao gosto nipônico. Fica a dica para a filial brasileira, do sucesso da rede no Japão.

Porém não ache que essa seja uma exclusividade só do McDonalds, outras redes tem seus diferenciais por lá, sendo uma verdadeira guerra para atrair consumidor. Assim somos bombardeados o tempo todo, sendo quem ganha com isso é o consumidor japonês.

E você, ficou com vontade de provar os lanches do McDonalds do Japão? Comente aqui no post.

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli