Jwave Cine 14 : O Retrato de Dorian Gray

Após a morte do pai, o jovem Dorian Gray(Ben Barnes) chega à Londres. Lá ele conhece o Lorde Henry( Colin Firth) que o apresenta à vida social (e obscura) da Cidade. É quando o pintor Basil(Ben Chaplin) se encanta pela beleza do jovem e se oferece para pintar seu retrato.

Após a pintura ser concluída o narcisismo de Dorian é despertado e ele deseja nunca envelhecer. Seu desejo acaba atendido e o retrato passa a absorver tudo que acontece a ele.Quanto mais ele vai sendo corrompido  , mais o retrato vai demonstrando transformações até o ponto de virar o retrato de seu monstro interior .Então se manter eternamente jovem é uma benção ou uma maldição?

Apesar de  ser um filme de 2009, só agora O retrato de Dorian Gray está chegando ao Brasil.Talvez tentando aproveitar o “hype” sobre o Oscar recém ganho do Colin Firth. Mas enfim, seja lá qual for o motivo do atraso isso não tira os méritos e defeitos do filme.

Primeiro quero destacar a fotografia do filme que é muito bem feita.Foram felizes em retratar uma Londres soturna e  suja onde o filme se passa.E mesmo nas cenas da alta sociedade existe sempre uma pitada de escuridão talvez para demonstrar a visão do próprio personagem central.

O roteiro também está bem fluído. O filme não tem aquelas partes cansativas que muitas vezes os prejudicam.Tem uma outra passagem que eu tiraria por achar desnecessárias mas é só.

Colin Firth apesar de estar apenas competente no filme interpreta bem o papel do Lord que corrompe o jovem Dorian.Ou será que ele apenas despertou algo que sempre esteve lá? Pena que ele não despertou também um pouco de boa atuação no rapaz.Sim!Assim como em Narnia,Ben Barnes continua bem fraquinho.Sua canastrice não convence ninguém.

Outro ponto negativo foi uma cena onde, Sem dar Spoiler, um determinado personagem é atingido em cheio por um trem em alta velocidade e não morre imediatamente.Pode parecer algo besta mas foi o único momento que me incomodou no filme

Agora o ponto que é sempre alvo de reclamações dos fãs quando algo é adaptado para o Cinema: A fidelização. Devo admitir que nunca havia lido o livro pois tinha uma idéia errada sobre a história. Mas após assistir ao filme vendo que não era nada do que eu estava pensando,saí do Cinema e já passei na livraria pra comprá-lo. Ainda não terminei de ler mas até onde li não notei muitas diferenças. E mesmo as que existem não chegam a atrapalhar.

Finalizando, O retrato de Dorian Gray tem seus defeitos como todo filme mas se me fez ficar com vontade de comprar o livro já cumpriu seu papel.Só uma pena que tenha demorado tanto pra chegar por aqui.

Nota 6.

O Retrato de Dorian Gray está previsto para estrear dia 25 de Março.


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>