O Jovem Cimério Conan vê todas as pessoas de sua vila,incluindo seu pai(Ron Perlman) serem assassinadas pelo maligno Khalar Zym( Stephen Lang) que está em busca de uma máscara mística que poderá ressuscitar sua mulher,Uma poderosa bruxa.Como a Ciméria estava no caminho foi toda eliminada sem dó.

Anos depois um já crescido Conan(Jason Momoa) que passou os últimos anos como um assassino,pirata e muitos outros “bicos”. Ele tem apenas um objetivo na vida: descobrir o nome do homem responsável pela morte de seu povo e obter sua tão sonhada vingança.

Devo admitir que não estava muito interessado em assistir a esse novo Conan. E o motivo era um só: o Conan nunca foi um personagem que me chamasse a atenção.Só que após assistir à ótima série Guerra dos Tronos(aliás indico a todos pra assistir) e ver o Jason Momoa roubar a cena como o (também bárbaro) Khal Drogo me convenci que o rapaz poderia se sair bem na árdua tarefa de substituir Arnold Schwarzenegger no papel do Cimério.

Fui ao cinema esperando ver tudo que se pode esperar de um file do estilo: Sangue,boas cenas de luta e nada mais. E posso dizer que nesses quesitos o filme não deixa a desejar.

Não pouparam na violência. durante todo o filme o que se vê são cabeças e outras partes variadas do corpo decepadas.Só tem um porém: em algumas cenas,por ter sido inserido digitalmente o sangue parece muito falso. Mas isso não tira a selvageria das lutas.

Por falar em cenas de luta, o filme conserta o maior problema do filme de 1982: Ofato de ser muito arrastado.Aqui não tem longas cenas onde nada acontece.é praticamente porradaria do início ao fim.

Se por um lado o novo Conan supera o original, por outro fica muito a desejar. Estou falando especificamente  da trilha sonora. ao contrário da trilha do filme original que era magistral e fica na cabeça,aqui  ela praticamente não faz diferença. E nem lembramos de nenhuma música assim que saímos do cinema.Ponto negativo.

Uma das coisas boas de não ficar vendo tudo que é vídeo e informações sobre um filme antes de assistir é que somos surpreendidos  com pequenos detalhes.Eu por exemplo não sabia que a Rachel Nichols,que considero uma das mulheres mais bonitas de Hollywood atualmente estava no filme.Tudo bem que Tamara,sua personagem, serve mais pro velho clichê de interesse romântico do protagonista mas mesmo assim é bom vê-la em tela.

Também vale citar a ótima ambientação e maquiagem do filme. os cenários são muito bonitos e conseguiram a façanha de tranformar a bonitinha  Rose McGowan na tribufu Marique.

No saldo geral Conan o bárbaro é satisfatório.Um bom Blockbuster que não tenta ser mais do que prometia.Obviamente não é perfeito mas com certeza vale o ingresso.

Nota 7

E Jason Momoa está aprovado como Conan.

Mas como sempre digo: Vá ao cinema e tire suas próprias conclusões.

About macgaren

Redator da coluna JWave Cine falando das principais novidades do cinema e autor do blog Clarim Diário.

View all posts by macgaren