JArte #3: Coluna: Portfolio Online No ratings yet.

Não adianta desenvolver um bom trabalho, jogá-lo na gaveta e reclamar da falta de oportunidade para o desenhista brasileiro. É preciso saber se divulgar! Por diversas vezes atendi alunos e colegas com dificuldades nem relação à isso.

Geralmente o que falo é que, antes de mais nada, você tem que definir uma estratégia para a sua divulgação. Para quase todos os nichos do mercado, a internet é uma peça-chave para que o seu trabalho seja visto (apesar de não ser a única). Vamos focar nela, aqui.
O melhor a fazer é estudar qual seria a melhor forma de portfolio online para você. Vou listar algumas, com os seus prós-e-contras:

Facebook, Flickr, Twitter
Redes sociais são boas pedidas para divulgar seu trabalho, e alcançam um número extremamente grande de pessoas (que podem retwittar, reblogar ou compartilhar), mas têm um aspecto muito informal (muito mesmo). É uma boa forma de mostrar o que você anda fazendo para seus conhecidos, mas só vai alcançar as agências a editoras de vez em quando.

Blog
Um blog é um meio prático e eficiente de mostrar os seus trabalhos, principalmente para conhecer outros ilustradores, e pessoas interessadas em conteúdos relacionados à ilustração, quadrinhos, etc. Os blogs também possuem um certo aspecto informal, além de não serem diretos na apresentação dos seus trabalhos, já que sempre estão acompanhados de textos, matérias, links, fotos, etc.  Clientes muito ocupados vão de desinteressar rapidamente se o seu blog não tiver um link para um outro portfolio mais dinâmico.

deviantART
O deviantARTé um ótimo canal para postar rapidamente os seus trabalhos e receber críticas e conselhos – e muitos editores de arte e clientes garimpam trabalhos por lá. Conheço algumas pessoas que conseguiram trabalhos (nacionais e internacionais) através do dA, não só comissions (encomendas de ilustrações feitas por fãs ou clientes menores), como trabalhos editoriais grandes.

Carbonmade
O Carbonmade (e sites semelhantes como o Behance ou mesmo o deviantART portfolio) oferece a oportunidade de montar um portfolio mais prático e acessível, mas geralmente as melhores opções não são gratuitas. É a melhor opção para mostrar trabalhos para publicitários, com um simples click num link de email

Site
Um site só seu, onde você possa tanto mostrar os seus trabalhos de forma mais dinâmica e prática como disponibilizar informações mais extensas sobre você, sua proposta e o seu estilo é a alternativa mais completa, mas custa muito mais tempo e dinheiro do que as outras. Se você tem tempo livre e dispõe de conhecimento de programação ou no mímino sabe mexer no Dreamworks vale a pena. Evite fazer sites em flash, e procure sempre privilegiar a navegabilidade.

Procure analisar qual alternativa acima cabe mais à você. Quem sabe até mais de uma…
Lembre-se, também, de se ser seletivo com os seus trabalhos de portfolio (leia as dicas valiosas em relação à isso no Guia do Ilustrador).

E para quem eu mando esse portifolio agora?

Se, por exemplo, o seu foco for o trabalho publicitário, didático ou editorial, depois de ter um portfolio pronto, é hora de entrar em contato com algumas agências e editoras. É possível recolher alguns emails de contato nos editoriais de revistas ou em sites, ou mesmo fazer uma busca por agências de publicidade da região em que você mora. Apresente-se brevemente e mande links dos seus portfolios online. Nunca anexe imagens pesadas (a não ser que tenham autorizado).

No começo pode ser difícil, poucos retornarão os seus emails. Alguns desses, caso tenham gostado do seu portfólio, vão responder, dizendo que você foi adicionado à lista de contatos. Pronto: o seu nome já está lá e, se o seu trabalho for realmente bom, é somente uma questão de tempo até uma oportunidade aparecer.

Uma coisa importante nessa hora: nunca peça contatos de editoras, agências ou empresas para um colega. Cliente é algo que nós conquistamos durante nossa carreira, com empenho, dedicação e um bom atendimento. Não existe atalho, uma agenda de contatos disponível na internet. É preciso garimpar, mostrar seu trabalho, e guardar com bastante atenção os contatos que responderem, interessados. Busque montar o seu próprio networking, não peça contatos para os outros.

A última coisa importante é saber manter uma postura profissional durante sua apresentação para as agências e editoras. Procure redigir um bom email, mostre-se disponível. Se puder, marque uma visita pessoalmente para mostrar seu portfólio – isso é incomum hoje em dia mas talvez faça a diferença. Lembre-se que é importante mostrar que o seu trabalho é bom, mas também deixar claro que você é competente, profissional, capaz de cumprir compromissos e prazos.

Comentários

comentários

Please rate this


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.