JBook Review #4: Branca dos Mortos e os 7 Zumbis – e outros contos macabros

Nunca havia lido nada do Fábio Yabu antes.

Meu contato com o autor se resumia a uma velha história do Combo Rangers, paródia de Supergêmeos em que um dos personagens se transformava em uma lança de gelo e saía pelo estômago do vilão. Também já havia sido obrigado a assistir o desenho Princesas do Mar em loop pela minha irmãzinha, mas acho que isso não conta como experiência de leitura.

Então quando soube da sua iniciativa de apostar em contos de terror, isso com certeza chamou minha atenção. Qualquer artista que tenha coragem de se aventurar num gênero fora da sua zona de conforto (histórias para o público infantil, nesse caso) merece crédito somente pela tentativa.

Acredito que o bem humorado pseudônimo Abu Fobiya, com o qual assina essa obra, veio justamente para marcar a “virada”.

Branca dos Mortos e os 7 Zumbis – e outros contos macabrospropõe ser uma re-imaginação de contos de fadas clássicos, transformando-os em histórias de terror.

Brincar com personagens notórios vindos de lendas e da literatura não é exatamente uma proposta inovadora (basta olhar as HQs e romances de autores com Neil Gaiman, Alan Moore, Bill Willingham e o brasileiro Raphael Draccon.), mas isso, é claro, não esgota a possibilidade de alguém contar boas histórias usando essa fórmula.

Yabu anunciava trazer pelo menos um elemento original para esse filão: buscar inspiração em autores consagrados do gênero como Edgar Allan Poe e HP. Lovecraft , além, é claro, das próprias fábulas que serviriam de base para o livro.

Sendo assim, resolvi arriscar. Tirei alguns reais da carteira e conferi o trabalho.

Não me arrependi. Pra começar, a edição física é realmente muito bonita. Capa preta dura, formato compacto, possui várias ilustrações e papel de boa qualidade. Parece uma pequena bíblia maldita.

Em segundo lugar, e bem mais importante: os contos são excelentes.

Não há apenas narrativas curtinhas como aquelas apresentadas nos audiodramas do Nerdcast 321, algumas delas são bem mais extensas. (a dramatização de “Cindehella e o Sapatinho Infernal”, aliás, tal qual é mostrado no hotsite, é apenas um trecho.)

Existem doses de humor presentes em todos os contos, sem que isso dilua seu impacto ou seriedade. Alguém poderia esperar que uma história chamada Samarapunzel fosse descambar para a galhofagem total, mas, apesar das brincadeiras, o autor se preocupa em tornar todas elas coerentes dentro da narrativa.

Revelar o conteúdo de cada conto estragaria boa parte das surpresas, por isso não o farei aqui. Basta dizer que funcionam muito bem, mesmo se lidos isolados

O verdadeiro grande trunfo de Branca dos Mortos, porém, é a intertextualidade.

Todas as histórias se passam num universo compartilhado e há um prazer indescritível em reconhecer as conexões entre elas. A cada página que é virada vem a vontade de exclamar alto “PQP! Então ESSE personagem era AQUELE personagem!” ou “Quer dizer que ISSO era AQUILO!” A sensação é claustrofóbica.

O que mais há a dizer? Esse é um livro rápido, divertido e que não cansa. Vale à pena para quem procura uma leitura mais descompromissada.

Além disso, como toda boa fábula, acredito que consegui reconhecer uma moral bastante clara em Branca dos Mortos

Se Yabu é um autor de livros infantis, Abu Fobiya é um autor que escreve histórias para adultos onde a lição quase sempre parece ser: Assumam sua responsabilidade. Cuidem direito dessas malditas crianças!

Não há como negar que essa é uma mensagem importante. E urgente.

Abu Fobiya. Branca dos Mortos e os 7 Zumbis, e outros contos macabros. Nerd Books. 240 páginas. R$ 45,00.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
  • Davide, muito obrigado por ter me dado uma chance e pela resenha tão bacana.
    Um grande abraço!
    Fábio Yabu

  • Quero conferir este livro logo =

  • Eu que agradeço! =)

  • Asevedo

    Autores nacionais estão ficando cada vez melhores e estou curioso também com a questão gráfica de "Branca dos Mortos e os 7 Zumbis" .
    Não corri loucamente para comprar quando foi lançado porque a propaganda dele no Nerdcast não foi legal, foi um programa que não entendi quase nada de HP. Lovecraft, que era o tema, e a divulgação e empolgação em cima do livro foi bem estranha, por falta de palavra melhor, teria sido muito mais interessante se tivesse sido explorado como o Nerdcast do Independência ou Mortos, falando de toda a da produção da obra.
    Agora já vou comprar as duas obras do Abu Fobiya e apreciar a leitura de um gênero que não é dos meus favoritos, mas a resenha me conveceu.

  • Pingback: Jbook Review #3 – Ruas Estranhas – 16 contos de horror e mistério, selecionados por George R. R. Martin | JWave()