Play

Bem vindo ao JWave e ao seu segundo ano de mês das bruxas!

Continuando nosso mês temático, o JWave agora vem com seu terceiro tema de mês das bruxas que é nada menos que Abracadabra.

Produzido por Kenny Ortega, mesmo diretor de High School Musical, Cheetah Girls, Dirty Dancing (2013), o filme Abracadabra é a nossa escolha da semana. Produzido em 1993, o filme conta a volta de três bruxas, por causa de um virgem que acendeu a vela.

Juba, Calliban e Camis Barbieri estão juntos novamente para falar desse filme dos anos 90 com gostinho de Sessão da Tarde.

PARTICIPANTES


TEMA
Curiosidades de produção
Kenny Ortega
Abracadabra
Opinião

INDICAÇÃO


Abracadabra – Bluray

ITUNES


Lembre de avaliar o JWave no iTunes

TOPBLOG

Vote no site do TOPBLOG e ganhe o tema de Pokémon!

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli

81 Comments on “JWave #114 | Abracadabra”

  1. Adoro esse filme ! Vi esse filme em 1993 porque minha mãe alugou ele para mim na saudosa locadora de vídeo do já finado dono John Real. Quando vocês lerem esse abraço, por favor, não esqueçam em meu nome de prestar uma homenagem ao John Real que faleceu esse ano e que com certeza vocês tiveram uma locadora nos anos 1990 da qual vocês tem orgulho de se lembrar. Excelente cast, abraço e sucesso.

  2. O Jwave e o Dimensão Nerd estão na mesma numeração, mas mudando de assunto e falando no cast o Juba escolheu mais um filme sinistro, temo que veremos a saga Crepúsculo num megapodcast de várias parte muito em breve, o que será terrível e assustador…

  3. @FreudFlinstone. Adoro esse filme. Vi ele pela primeira vez em 1993 quando a minha mãe alugou para mim em VHS na saudosa locadora do já finado John Real. Gostaria de pedir encarecidamente para vocês que quando forem ler esse abraço que prestem uma homenagem em meu nome ao John Real porque eu tenho certeza que vocês tiveram uma locadora favorita em nos anos 1990 que vocês lembram com muito carinho. Obrigado e sucesso. 

    1. Eu realmente não sabia que esse filme era baseado num livro do John Real.

      Vou correr atrás, pq esse é um dos autores que ganhou maius adaptações no cinema de suas obras.

      Gosto muito de Fantastica fabrica de chocolate (o original) entre outros.

  4. Ah ê filme clássico de sessão da tarde….só falta A Convenção das Bruxas que passava no SBT e também era legal e esquisito ao mesmo tempo…
    Bora ouvir o cast, e em tempos, a Sarah Jessica Parker de Bruxa era mais bonita que ela hoje e bem vestida hahaha

  5. Eu aqui quebrando a cabeça pra descobrir o que é o tal "tie die" que a Camis fala e aí descubro que é "amarrar e torcer"!!

    Só pra constar: nas décadas de 80 e 90 era assim que se chamava a técnica no Brasil.
    Pelo menos é como eu e minhas amigas chamávamos a técnica. Tie Dye é coisa de fashionista do séc. XXI…
    E não, nunca usei uma camiseta, saia ou vestido deste estilo, pq minha avó nunca deixou. Na sua infinita sabedoria ela não me deixava "estragar roupa com esta tinta horrorosa".

    1. Espero que essa maratona acabe logo.

      Saudades dos seus comentários.

      Sobre assaltos, eu já fui roubado duas vezes, perdendo um ipod nano e um ipod touch

      Triste pelo prejuizo dos mesmos

  6. O Call conhece "Gilbert Grape"!!
    É um dos meus filmes preferidos com o Johnny Deep e o Di Caprio. Os dois estão sensacionais neste filme, e é no início de carreira dos dois.
    Sempre recomendo pra quem só conheceu o Di Caprio por Titanic, pra verem que ele não é aquele artista que só tem um rosto bonito.

  7. Baixando!!! Eiii percebi que me divirto mto mais escultando vcs do que ao assistir estes filmes! Lembro-me de rir muito ao escultar Burlesque com vcs! Mas neste fds passou na TV, meuuu que filme ruimm rs ! Por isso espero que nunca parem de nos iludir …. opsss divertir assim!!! Kkkk

    1. Cleber Silva,

      Eu fiquei muito feliz em ler esse comentário. Acho que a grande graça do JWave que nós sempre fazemos a nossa "versão" da obra.

      Obrigado pelo carinho.

      Abs

  8. Filme legalzinho, assiti muito na sessão da tarde. Vale pela Sarah Jessica Parker que tava gostoza nesse filme!!!
    Bem que vcs podiam fazer um cast sobre Duna, o livro (fodastico), a serie da Sci-fi (legalzinha) ou o filme do David Lynch (uma merda fumegante)!!!

  9. Semana que vem: Sabrina Aprendiz de feiticeira (será que tem parodia porno de Sabrina? Ou são só os livrinhos mesmo).

    A proposito, já viram o doogdle da google hoje? Homenagem a Winsor Maccay – Little Nemo.

  10. Oba, adorava esse filme quando eu era criança. E ai, quando teremos The guild, vocês poderiam aproveitar o ensejo da nova temporada para falar né?

  11. Nossa, eu adorava Allie Mac Bill afogando as mágoas num pote de sorvete. E eu achando que era a única que lembrava e adorava Sétimo Céu, só faltou vocês falaram de Wishbone e uma série que tinha um farol que não tenho noção de qual seja.

    1. É que a conversa não foi pro lado nick da força, senão citaria que assistia Wishbone e já vi o cachorro vestido de Goku, quando fizeram episodio sobre a lenda original.

  12. Olá equipe J-wave,
    Tema inusitado, por um momento pensei até que era Xuxa e os Duendes (nunca façam os temas Xuxa ou Didi, por favor).
    Hã… bater em porta de pedófilo, que medo, deve ser algo aterrador, lembro até hoje do dia que um tiozão um abordou na estação de ônibus, o maluco usava suéter vermelho e usava barba estilo Renato Russo, até hoje entro em pânico quando alguém esta ouvindo Legião Urbana.
    Foco em virgens! Como assim o filme vai se focar em min?
    Terror estudantil: sonhar que está pelado no meio da escola.
    Rock Horror Picture, não fui atrás do filme ainda, na verdade estou jogando para o futuro, mas ele entrou na lista.
    Sobre a coluna de fanfic. Sim, porque não. Um dos meus podcast prediletos, o Quadrimcast – olha as chances de cross-over – antes de disponibilizar podcast o principal serviço deles era fanfics – por sinal estou lendo lá o ótimo Peter Parker New York Departament Police.

    Top-blogs parte 2.
    Temos que votar, temos que votar.
    Valeu pelo aviso, tem link na lateral do site? Pois o site do Top Blogs é meio ineficiente o sistema de busca dele.
    Roxete:
    “Its not be Love, bla bla bla blaaa
    na na na true
    La La La Lá. …..”

    Sabe o que ruim em pisar em barata? Atrai mais barata. Sabe aquela meleca branca, pois bem parece que o odor dela atrai outras baratas, parece que isto ocorre porque, lembrando que dentre os detritos que as baratas comem inclui-se coisas com base em celulose, e só bactérias decompõe celulose, para isto elas precisam ingerir estas bactérias de algum lugar, senão elas morrem de fome, as “barata-bebês comem as fezes, ou no caso das defuntas, meleca branca do estomâgo, para ter bactérias que degrada celulose no estomâgo. Cabe lembrar aqui que isto é sitação oral em cima de citação oral de alguns professores meus, portanto passível de verificação.

    Ordem dos vampiros:
    Começamos com Bram Stocker (livro clássico do sex. XIX): O vampiro é o mau encarnado, fraqueza por coisas religiosas. Depois vamos para o Nosferatu de Murnau (cinema) sem direitos autorais porque Stocker não quis liberar faz sua versão, com um careca asqueroso. Lindo filme. Lentamente a fraqueza por itens religiosos vai caindo assim como a “demosidade” do mesmo, na própria versão cinematográfica do Coppola – lembro vagamente – o Drácula chega até a ser dramático. Depois veio a Anne Rice, com a sua série de livros, que viraram filmes, com seus vampiros melodramáticos, deprimidos e homoeróticos (Por sinal, o livro do vampiro Lestad, eu chamava de MoLestad, com aquele amigo bizarro dele). Então nota-se uma tendência dos vampiros perderem o medo de coisas sacras – nada de cruz, nada óstia, e agora nem o sol – e a humanização destes – “não somos criaturas satânicas”, até aí tudo bem, só que por causa de Anne Rice e aquele RPG que foi muito mal interpretado, em todos os sentidos, a “emolização” dos vampiros, com os afrescalhamento deles, deles deixando serem cruéis, etc. Vou assistir, e ler o gibi, de 30 dias de noite, pelo menos lá os “dentucinhos” são bem próximo aos clássicos.
    Eu também gostava de Super Vick. Na época eu também assistia a série do Alf.
    Ah… O Salem é mais bacana. Ele é tão bacana que a parece que teve uma minisérie de gibi própria, lembrando que Sabrina é originalmente uma personagem de quadrinhos da Archie Comics, empresa que tem como carro-chefe a série do Archie, que aqui no Brasil conhecemos por causa do desenho animado, The Archies, sendo que teve uma música da série animada que se tornou clássica, estourou em todas as rádios, e foi abertura de uma novela brasileira, Sugar Sugar.

    Aproveitando a citação a Cher. Em Território Sagrado também é proibido matar Imortais, conforme Higlander. Á propósito, pode ser estranho mas eu gostei de todos os filmes, incluso o 2, da série Higlander, e é muito bizarro que cada filme apresenta conceitos que não tem nada a ver os outros da série e formam uma cronologia muito estranha.

    Sem esta que as escolas alemãs possuem o mega-forno, trocaram pelos mega-microondas.
    Eu estou tentando imaginar como ficaria o filme com o Jay e o Silent Bob.
    Camis ! Meu Deus, você está destruindo minha mente com estas revelações. Você escrevia fanfics?

    Cal, Convenção das Bruxas pelo menos é baseado em Roald Dahl. Autor que só li um único livro, mas que teve uma penca de livros adaptados pro cinema: Matilda (adoro este filme, participaçãode Danny DeVito), James e o Pêssego Gigante, A Fantastica Fábrica de Chocolate, Os Gremlins, e vários outros que o Alzheimer não deixa me lembrar.
    Sobre TMNT, adoro, ainda mais depois de descobrir que a origem das mesmas possui relação com a origem do Demolidor da Marvel (o advogado cego). E Mestre Splinter é foda, um dos vários porquês que eu usava “hífen O Rato” com Nick. Cast him!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.