JWCast 140 capa

Play

O JWave prometeu que nunca falaria desse filme, mas comemorando 20 anos e contradizendo o nosso próprio podcast, iremos comemorar essa data comemorativa.

Produzido no longínquo ano de 1993, Super Mario Bros – O filme foi o primeiro longa metragem em live action baseado em videogame. Trazendo o universo do Miyamoto para telas, o diretor quis uma “pegada” estilo Tron com Blade Runner no reino dos cogumelos, trazendo terra paralela e dinossauros.

Juba, Calliban, Marvin, Sasuke RK e Stunts se reúnem para comemorar os 20 anos de Super Mario Bros – filme.

Vem comemorar com a gente?

PARTICIPANTES




TEMA
Nintendo
Hollywood Pictures
Shigeru Miyamoto
Bob Hoskins
John Leguizamo
Dennis Hopper
Alan Silvestri
A Continuação de Super Mario Bros – O Filme

Page-1

INDICAÇÕES
New Super Mario Bros. Wii – Wii
New Super Mario Bros – Importado – Nintendo Ds
New Super Mario Bros 2 – Importado – Nintendo 3Ds
Super Mario 3D Land – 3ds
Super Mario Galaxy – Importado – Wii

E-MAILS E TWITTER
Gostou? Não gostou? Mande suas críticas, elogios, sugestões e comentários. Mande e-mails para [email protected]

ITUNES
Lembre de avaliar o JWave no iTunes

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli

69 Comments on “JWave #140 | Super Mario Bros – O Filme”

  1. nossa gente essa realmente foi uma surpresa loo o primeiro game a ser adaptado para o cinema que foi uma bomba inacreditável mas que tinha uma musica de sucesso do grupo roxette vamos baixar e escutar.

  2. Beleza, digo diante mão que ouvirei o cast, mas não assistirei isso novamente. Faz tanto tempo que assisti que apaguei esse filme da mente. Tenho a impressão que é melhor manter assim…

  3. A galera da um desconto pro filme, vocês acham mesmo que adaptar um encanador que quebra blocos e mata tartarugas é fácil de adaptar? Ta certo que o resultado é bizarro, mas se vc analisar o filme sem ficar esperando essa fidelidade ate que é divertidinho

    1. Eu sempre gostei desse filme e entendo que a maioria não goste, mas juro que gostaria de ver as versões deles. Dois encanadores em um mundo de cogumelos não dá pra acreditar em uma versão live action. Eu gosto e fico feliz que o filme virou cult em seus 20 anos.

  4. O melhor é o cara que descreve o filme,é o mesmo que falava nos desenhos da disney…OMG
    HAHAHAHAHAHA…
    Mario Mario….e Luigi Mario…nunca reparei nisso…achava que ia falar tipo..Mario Bros…ou Luigi Bros…tipo a wanner.
    Fui ver umas cenas no youtube do filme…não dá pra ver esse filme inteiro novamente…há coisas melhores.

  5. Na época realmente não dava pra fazer mas acho que se fizessem hoje seria algo perto daquele visual do Speed Racer que usou atores reais com fundos CG coloridos visualmente voce ve que é falso mas desligue o cerebro e acredite que é real o mesmo é com os bonecões de borracha desse filme.

    1. Eu acho q mesmo hj em dia seria tosco, pq o orçamento foi baixo mesmo.

      O que aconteceria é q hj com excesso de informação, o filme poderia ter tido um cuidado maior, mas ai vc lembra de Dragon Ball Evolution e fica quieto.

      XDDD

  6. O filme é ruim mesmo para o que era feito na epoca, era uma epoca em que filmes baseados em HQs e games eram um produto amaldiçoado(double dragon é um exemplo), valeu pelo podcast galhofa!

  7. Primeiro de Abril de novo?
    Costumo assistir todos os filmes ou reassistir os filmes que aparecem no JWave, assisti até Crepusculo, mas esse eu nao vou assistir de novo.

  8. Assisti o filme de novo ontem. Minha opinião, só na base da memória, era aquela de que "o filme é tão ruim que dá a volta e fica bom" Mas mudei para: o filme não é trash-bom, é BOM mesmo.

    Em termos de ~gerenciamento de franquia~ da Nintendo foi erro. Mas como filme, apesar de flopar bonito na bilheteria, tem muito mérito. Comédia de aventura divertida, muita coisa legal: toda a parte estética, os bonecos, a trilha sonora e , principalmente, como os roteiristas e diretores conseguiram pegar cacetadas de elementos do jogo e reimaginar a p*rra toda numa ambientação CYBERPUNK.

    A cidade distópica com carros que andam em grades elétricas e o conceito de humanos que evoluíram a partir de dinossauros (mesmo que seja o entendimento Pokémon de como a evolução funciona) são coisas geniais. Os cogumelos serem um rei transformado que ajuda os caras? Isso é muito foda. E botaram até o YOSHI na parada, maluco!

    Pra mim, o filme só fracassou porque levou a sério um jogo quando todo o mundo adulto praticamente CAGAVA pra vídeo-game. Fracassou porque estourou orçamento. Porque fez uma versão X de Super Mario, quando as pessoas tinham enfiado na cabeça que tinha que ser do jeito Y.

    Mas é uma versão válida e bizarramente criativa. Tiraram leite de pedra e respeitaram o jogo sim. FUCK DA POLICE. Merece ser assistido e virar ~cult~. 😛

  9. Fala galera do Jwave, ainda estou fazendo maratona dos seus casts, quando terminar enviarei um e-mail com minhas opiniões, mas tenham certeza minhas impressões serão das melhores possíveis. De fato, só passei pra comentar algo simples, creio que a palavra que buscavam no momento que falavam da máquina do Koopa, seria "INVOLUIR", creio q seria o mais próximo. Só pra constar, adoro esse tipo de Jwave da sessão da tarde!

  10. Uma surpresa tal tema, ainda mais tratando-se de um filme desta pessoa notável muito famoso, mas o sucesso que tem nos games, é inversamente proporcional ao péssimo filme que este foi.
    Falar sobre Super Mario Bros, imaginei que iriam falar sobre… era uma vez… Em 1985 a Nintendo fez um jogo baseado no seu personagem de 1983 Mario Bros. Ou a super história do jogo onde o tal Bowser , invade o Reino do Cogumelo. Pois ele e sua Tropa Koopa estão com ciúmes do reino, e o rei Bowser decide levá-la para si mesmo. Para fazer isso, Bowser lança um feitiço sobre o reino e transforma todos os seus habitantes em blocos, plantas daninhas e outros objetos. Está previsto que apenas o cogumelo rei filha Princesa Toadstool pode desfazer o feitiço. Sabendo disso, Bowser sequestra. Felizmente, o Mario Bros descobre sobre o problema e vai em resgate do Reino do Cogumelo.
    Ou sobre as 256 fases secretas do super mario bros do NES (que é real veja detalhe: http://goo.gl/K82nl )
    Mas não foi desta vez, foi sobre o filme, o que acho responder em uma linha:

    Bem, foi uma linha. Mas a introdução sobre as curiosidades, foram ótimas, não sabia de nenhuma.
    Vida longa para jwave !!!

  11. Não lembro do filme, não tenho coragem de assistir.
    Mas lembro de um desenho do mario que passava na tv,,,, lembro de gostar, parece que o plot era ele achar uma flor ou um objeto de transformação para salvar o dia.
    Mas pirei mesmo foi para as referencias…. pelo jeito não existiria vida na terra se não houvesse esse filme , ASPKOAopskaOSPKAopskopAKSOPAksa.

  12. Só agora consegui ouvir o J-wave 140, sim, desculpe o transtorno estou atrasado com podcasts por estar mudando o país, mas Super Mario é uma afronta tão grande a uma franquia japonesa que eu não sei como o Japão não declarou guerra aos EUA depois dele! Esse filme pode te virado cult ou cool pra os fugitivos daquela clínica psiquiátrica nos states, mas eu espero que nunca mais façam nada desse troço. Só que a Nintendo realmente prede dinheiro, eles poderiam chamar uma PIXAR ou DREAMWORKS da vida e fazer uma animação bacanuda e digna da mitologia do encanador que dá hadouken! Agora que desenteraram os cartuchos do ET, aproveitem que o buraco tá aberto, coloquem esse filme lá dentro e joguem concreto por cima! Só queria dizer para o pessoal do J-wave que podem fazer casts de filmes ruins sempre que quiserem, vocês estão ficando muito bons nisso e deixando os PEORES filmes da história, pelo menos engraçaralhos! Parabéns por mais um cast, agora licença que vou ouvir o da E3 e depois o de Tomb Raider, pra comentar mais tarde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.