16º Festival do Japão – o maior evento de cultura japonesa da América Latina (parte 1 de 3) No ratings yet.

festival2013

Por mais um ano, o Festival do Japão mostrou porque é chamado de o maior evento de cultura japonesa da América Latina. Nos últimos dias 19, 20 e 21/07, o evento atraiu um grande público e demonstrou a cultura japonesa em suas mais diversas formas.

Demonstração de cerimônia do chá

Demonstração de cerimônia do chá

Neste ano, o tema do evento foi “Tecnologia e Modernidade”, uma vez que o Japão é uma referência mundial nestes dois quesitos – tanto que o Festival até abrigou a final de uma competição de robótica na sexta-feira, que contou com participantes de oito países, incluindo o Brasil.

"Tecnologia e modernidade" foram os temas do Festival deste ano

“Tecnologia e modernidade” foram os temas do Festival deste ano

O evento foi palco de um torneio de robótica, que contou com equipes de oito países

O evento foi palco de um torneio de robótica, que contou com equipes de oito países

Como em todos os anos, a gastronomia é um grande atrativo do Festival. Na praça de alimentação do evento, o público pôde provar diversos pratos típicos de várias províncias japonesas, trazidos por suas respectivas associações no Brasil.

Gastronomia - sempre um grande atrativo do evento

Gastronomia – sempre um grande atrativo do evento

A abertura oficial do evento contou com a presença de várias autoridades importantes da comunidade Nikkei, além de representantes da comissão organizadora e dos patrocinadores.

Dentre as autoridades, compareceram: os deputados estaduais Hélio Nishimoto e Jooji Hato; os vereadores Aurélio Nomura, George Hato e Masataka Ota; os deputados federais Walter Ihoshi, Keiko Ota e Junji Abe; o cônsul geral do Japão em São Paulo, Noriteru Fukushima; a vice-prefeita de São Paulo, Nádia Campeão; o governador da província japonesa de Miyagi, Masahiro Wako; e ainda, o empresário Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), dentre outros.
Todos participaram, no sábado (20/07), do tradicional ritual da quebra do taru (barril de saquê), que abre oficialmente o Festival.

Autoridades participam do ritual da quebra do taru

Autoridades participam do ritual da quebra do taru

O Akiba Space é um espaço em que a cultura pop japonesa é demonstrado pela curadora editora JBC em sua quarta edição. Ao lado do WCS 2013, esse espaço chega em sua versão 4.0, trazendo parceiros como a Saraiva, Toyota e a Nintendo, contando a cultura pop japonesa, através dos games, mangás e cosplay. Entre as novidades desse ano, tivemos o primeiro Itasha brasileiro no espaço em parceria com a Toyota, em que tivemos um carro decorado com personagens de animês no qual o público podia tirar foto dentro dele.

Outra atração à parte foi o stand encabeçado por Akemi Matsuda, a “embaixadora kawaii no Brasil”, totalmente dedicado ao estilo Lolita.

Akiba Space

Akiba Space

Akemi Matsuda

Akemi Matsuda

O evento também contou com espaços dedicados às crianças e à terceira idade, com diversos tipos de atividades. Além disso, workshops foram realizados durante todos os dias do evento, com atividades como kirigami, origami, sumi-ê, entre outras.

Atrações culturais como dança, teatro e taiko tiveram lugar de destaque nos três dias do Festival.

Neste ano, o destaque foi para o grupo folclórico Wariki, que veio ao Brasil pela primeira vez. O Wariki faz uma mistura interessante de teatro, dança e música, e tem influência de manifestações culturais de diversas regiões do Japão.

Wariki: primeira vez em solo brasileiro

Wariki: primeira vez em solo brasileiro

Shinsei ACAL - Suzume Odori (dança)

Shinsei ACAL – Suzume Odori (dança)

Outro destaque vai para o Grupo Kagura do Brasil, que neste ano apresentou a peça “Ebisu”, que fala sobre o deus da pesca – um dos sete deuses da felicidade.

Grupo Kagura do Brasil, com "Ebisu"

Grupo Kagura do Brasil, com “Ebisu”

O taiko foi representado no Festival por grupos como o Tenryuu Wadaiko e o Ryukyu Koku Matsuri Daiko, dentre muitos outros.

Tenryuu Wadaiko

Tenryuu Wadaiko

Shinkyo Daiko

Shinkyo Daiko

Ryukyu Koku Matsuri Daiko

Ryukyu Koku Matsuri Daiko

Cantores também marcaram presença no Festival, como Joe Hirata e Ricardo Nakase, que dividiu o palco com o grupo de yosakoi soran Ishin.
Além deles, direto do Japão vieram Yumi Inoue e Mariko Nakahira, além da brasileira Márcia, que faz muito sucesso do outro lado do globo.

Ricardo Nakase ao lado do grupo Ishin

Ricardo Nakase ao lado do grupo Ishin

Joe Hirata

Joe Hirata

Yumi Inoue: uma das cantoras internacionais no evento

Yumi Inoue: uma das cantoras internacionais no evento

Márcia: cantora brasileira de sucesso no Japão

Márcia: cantora brasileira de sucesso no Japão

Cantores de anime e tokusatsu também soltaram a voz no Festival, como Diogo Miyahara, ex-vocalista da banda Animadness, Nordan Manz, da Gaijin Sentai, e Hideki Ito.
Os três dividiram o palco da área cultural do evento, no sábado.

Diogo Miyahara, Nordan Manz e Hideki Ito

Diogo Miyahara, Nordan Manz e Hideki Ito

Na onda da classificação do Japão para a Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil, o evento trouxe dois campeões de futebol freestyle: o brasileiro Eduardo Key, que já foi campeão nacional, e o japonês Kotaro Tokuda, que ganhou o mundial da categoria.

Kotaro Tokuda: campeão mundial de embaixadinhas

Kotaro Tokuda: campeão mundial de embaixadinhas

E outras duas grandes atrações marcaram o Festival do Japão deste ano: o Miss Nikkey Brasil 2013, que elegeu a mais bela representante da comunidade nikkei, e a etapa brasileira do World Cosplay Summit (WCS), que escolheu os representantes brasileiros na final internacional do torneio, em Nagoya.

Falaremos mais a respeito nas próximas postagens. Fiquem ligados aqui no JWave!

Exposição sobre a moradia dos imigrantes japoneses: comemoração aos 105 anos da Imigração.

Exposição sobre a moradia dos imigrantes japoneses: comemoração aos 105 anos da Imigração.

Comentários

comentários

Please rate this


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.