Lançamento NewPOP: Os Filhos de Safiri – O Novo a Princesa e o Cavaleiro No ratings yet.

NewPOP_Princesa

Os Filhos de Safiri – O Novo a Princesa e o Cavaleiro

Osamu Tezuka, o mestre do mangá, revisitando um de seus clássicos mais marcante!

 

A NewPOP continua sua linha Osamu Tezuka, desta vez trazendo o inédito “Os Filhos de Safiri”, continuação de um dos maiores shoujos do Japão que conquistou o mundo, A Princesa e o Cavaleiro.

Você conhecerá a história do Príncipe Daisy e Princesa Violetta, filhos de Safiri, o Cavaleiro do Laço, e seus esforços para, mais uma vez, salvar o reino das Terras de Prata das mãos de vilões e tiranos. Uma história repleta de aventuras, romance e comédia no puro estilo Tezuka.

A TRAMA

Rainha Safiri das Terras de Prata deu a luz à gêmeos, príncipe Daisy e princesa Violetta. O reino foi divido em dois. Afinal, quem deveria herdar a coroa de Terra de Prata?

A duquesa de Dália era a favor da princesa Violetta, por ser sua madrinha, por isso sequestrou e abandonou o príncipe Daisy em uma floresta misteriosa para ser comido por monstros. O Rei de Terra de Prata, em um esforço para esconder o desaparecimento do príncipe, vestiu Violetta com as roupas do príncipe e a fez se passar por ambos e assim manter o reino unido.

Enquanto isso, Daisy muda seu nome para Ronnie e é adotado por uma cerva chamado Papi, que foi encantada pela Deusa da Floresta para se tornar humana, mas somente durante a noite. Daisy cresce feliz e alegre ao lado de Papi, sem saber quem ele realmente é.

De pouco a pouco os caminhos dos irmãos convergem e começam a mover seus destinos em direção um ao outro a cada aventura e dificuldade.

PERSONAGENS

Rainha Safiri: Mãe dos protagonistas, foi o Cavaleiro do Laço quando jovem e se fingia de homem. Teme o mesmo futuro para sua filha.

Princesa Violetta: Gêmea do Daisy, é forçada a se fingir de homem devido o desaparecimento de seu irmão, tem seu coração dividido entre o dever e seus sentimentos de menina.

Príncipe Daisy: Gêmeo da Violetta, é sequestrado e abandonado numa floresta para ser comido por um terrível monstro. Mas a cerva Papi o encontra e o salva. Tocada pelo bebê e sem saber suas origens, Papi decide criá-lo e lhe dá o nome de Ronnie.

Papi: Uma cerva da floresta que cuida de Daisy. Faz um acordo com a Deusa da Floresta para se tornar humana durante a noite, entretanto, se Daisy um dia descobrisse o que ela era, a punição seria a morte.

O AUTOR

Osamu Tezuka é o “divisor de águas” na história do mangá e do animê. Nascido na cidade de Osaka em 1926, filho de uma família de classe média, virou um símbolo por ter passado seus últimos anos de vida lutando para elevar o status dos quadrinhos japoneses (os mangás), que antigamente era visto como entretenimento de criança, a um patamar em que agradasse leitores de todas as idades. Durante seus mais de quarenta anos de carreira, escreveu mais de 150 mil páginas, divididas em 600 títulos e 60 trabalhos de animação. Recentemente suas obras têm saído pela NewPOP, entre elas Metrópolis, Dororo, Crime e Castigo e Kimba: O Leão Branco!

Ficha:

OS FILHOS DE SAFIRI – O NOVO A PRINCESA E O CAVALEIRO
Volume Único
Osamu Tezuka
15 x 21 cm – 248 paginas – Off-set 90g – Capa Cartonada 4×0 com orelhas
R$ 26,90

EXTRA:

O mangá, adaptações e outras versões

A primeira história de “A Princesa e o Cavaleiro” (Ribon no Kishi– O Cavaleiro do Laço) foi lançada de 1953 a 1956, com 4 volumes no total, na revista Shoujo Club, uma revista voltada para o público feminino. Foi uma das primeiras histórias do estilo shoujo de grande fama e serviu de modelo para muitas outras obras e autores.

Entre as inspirações, Ribon no Kishi foi um dos primeiros mangás a ter brilhos e “estrelas” desenhados nos olhos, esse detalhe fez imenso sucesso e até hoje os brilhos nos olhos são obrigatórios em qualquer shoujo. A obra serviu de base também para uma geração de autoras e autores, como a Hagio Moto, que ainda hoje desenha no estilo Tezuka, com olhos que lembram jóias e diamantes.

Também foi uma das bases importantes para a criação do shounen-ai (romance entre meninos). A obra pela primeira vez apresentou os sentimentos de um “homem” (a princesa que fingia ser homem) por outro. A fama desse estilo nos dias atuais aumentou exponencialmente e existem revistas e gêneros totalmente devotado a ele, como o boy’s love (yaoi). No Brasil existem duas obras desse tema, Gravitation e Blood Honey, ambos trazidos para vocês pela NewPOP.

Com o sucesso impressionante da obra, em 1958 veio a continuação Os Filhos de Safiri (Futago no Kishi – Os Gêmeos do Cavaleiro) lançado na revista Nakayoshi, onde na época era chamado de “O Novo a Princesa e o Cavaleiro”. A série terminou-se com dois volumes em 1959.

A fama de A Princesa e o Cavaleiro não parou por aí, e, em 1963 a história original foi recontada na mesma revista Nakayoshi com algumas alterações e nova arte. No ocidente esta foi a versão mais comercializada, inclusive no Brasil, onde foi lançada em 8 volumes.

Ainda em 1967, na revista Shoujo Friend, houve uma quarta versão escrita por Tezuka e desenhada por Kitano Hideaki, mas que não alcançou muito sucesso.

Por fim, A Princesa e o Cavaleiro ainda foi redesenhado em 2008 na mesma Nakayoshi, nas mãos de Natsuko Takahashi e Pink Hanamori, com o nome “Sapphire: Ribbon no Kishi”, totalizando 4 volumes completos.

Via relesse

Link para comprar via Saraiva

NewPOP_Princesa

Comentários

comentários

Please rate this


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.