JMangá 9 Capa

Bem-vindos a mais uma JMangá! \o/

Nesta edição irei falar sobre o maior sucesso da atualidade que chega pela editora Panini através do selo Planet Mangá, estou falando de nada mais nada menos que Ataque dos Titãs!

[soundcloud url=”https://api.soundcloud.com/tracks/88753772″ params=”color=ff6600&auto_play=true&show_artwork=true” width=”100%” height=”166″ iframe=”true” /]

Sei que todos querem saber como ficou a edição então não vou ficar enrolando, vamos ao que interessa!

A História

Há décadas a humanidade foi quase exterminada pelo súbito aparecimento de seres humanoides gigantes, conhecido como Titãs. Os Titãs são criaturas que, aparentemente, possuem pouca inteligência, mas com uma força quase insuperável, no qual o seu principal objetivo é devorar seres humanos, sem nenhum motivo aparente para isso. No entanto, um pequeno grupo de seres humanos sobreviveu no interior de uma cidade protegida por paredes superiores a três vezes a altura dos maiores Titãs registados. Durante 107 anos, a cidade fortificada foi testemunha de ataques sem sucesso dos Titãs. Numa grande cidade localizada na parte periférica da muralha vivia Eren Jeager, com seus pais e sua amiga, Mikasa Ackerman, que estava sobre os cuidados da família. Eren vivia uma vida pacata, porém incomodo com o conformismo das pessoas que haviam aceitado a sua condição de passar a eternidade dentro dos muros e desistindo de lutar contra os Titãs. A paz durou até ao aparecimento de um Titã colossal, que superava em alguns metros o tamanho da muralha. Esse titã destruiu o portão da cidade onde vivia Eren, que ligava a muralha ao “mundo exterior”. Com isso uma grande quantidade de titãs menores pôde entrar, ocupando grande parte do território. Durante este evento, Eren e Mikasa presenciam o horror de ver pessoas serem devoradas vivas. Após este trauma, Eren jurou exterminar os Titãs e entra no exército para cumprir seu objetivo.

Formato

O formato é tradicional da Panini: 13,7 x 20 cm. Capa cartonada e com impressão na parte interna da capa, o papel é o pisa brite de sempre. Com relação a impressão interna da capa, a Panini utilizou as imagens da contra-capa e da orelha da edição original japonesa, o que a meu ver é muito bom já que tais ilustrações seriam perdidas na edição nacional. O único porem com a capa é a contra-capa ser igual a capa. Creio que o mercado já é maduro o suficiente para saber qual é a capa de um mangá.

Tradução e Adaptação

A tradução ficou a cargo da Erika Abreu. Creio ser o primeiro trabalho dela com mangás (pelo menos não tenho nenhum traduzido por ela na minha coleção) e devo dizer que ela fez um trabalho muito competente. O texto não está truncado e flui naturalmente. Não, não tem honoríficos.

Outras Considerações

Ataque dos Titãs vem com um marca-página como brinde, segundo a editora são duas versões. Eu não fui na banca para conferir (eu sou assinante) mas a versão que eu recebi tem impressão frente e verso, com artes diferentes. Outra coisa que merece ser dita, a edição não tem paginas coloridas ASSIM COMO A JAPONESA. Detalhe: não temos glossário no final da edição. Será este o inicio do fim dos glossários na Panini ou essa edição não tinha nada que merecesse um glossário? Aguardemos as próximas edições.

Considerações Finais

A Panini fez um trabalho muito bom em Ataque dos Titãs, porem dentro do que a editora já se propunha a fazer a algum tempo. Nada de diferente, porem bem executado. Uma tradução muito competente, edição muito boa dos balões e textos. Não temos honoríficos pois creio que a editora acredite no potencial do titulo com todos os públicos e não só com o nicho que já o conhece. Dito isso, a nota para a Ataque dos Titãs é…

4 JW's
4 JW’s

 

Bom, galera. Essa foi a minha analise deste mangá que ta fazendo um baita sucesso no mundo todo. Eu não tinha lido o mangá até fazer esta analise e gostei bastante, a história tem bastante potencial. Enfim, espero que vocês tenham gostado desta analise. Quem já comprou o mangá, deixe suas impressões nos comentários.

Até a próxima!

About Bruno Fernandes

Assíduo colecionador de mangás desde 2001 e eterno amante da cultura japonesa. Viciado em AKB48, Games e Blu-ray.

View all posts by Bruno Fernandes

7 Comments on “Review | Análise Ataque dos Titãs”

  1. Ainda comprarei, mas pelas fotos que você postou do mangá. parece não haver muito desenho no plano de fundo… e ainda é um mangá inacabado nao é? isso é um agravante pra eu não comprar…talvez compre o 1º por curiosidade e deixo pra comprar o resto quando completar.. um dia.

  2. Mas no anime, pelo menos, nao tinham honoríficos, ou tinha? Acho que só tinham as patentes e mais honorífico nenhum, já que a história se passa num lugar que parece a Europa (pelo menos os nomes sao europeus, só a Mikasa que é meio japonesa).

    1. Se me lembro do anime tinha alguns mas muito poucos, creio que em shingeki não afetará muito, mas na minha opinião os honoríficos deveriam permanecer, não creio que isso seria alguma coisa que impediria alguém de ler um manga. Agora uma coisa que nunca mais faço é uma assinatura da panini foi a primeira e última, qual a vantagem de assinar um manga e receber a primeira edição um mês depois que todo mundo.

      1. Eu acho que não deveria ter honoríficos mesmo, já que a história não deixa claro, mas parece muito se passar na Europa, em um país como a Alemanha, aí não faria nenhum sentido ter honoríficos, assim como não tem ter eles em Black Butler ou Soul Eater.

  3. Na Cincerides do gato??!!! a hestoria é bem legal, mas o traço do maluco é bem feinho, não me cativou, enquanto estava lendo. Espero que o traço dele vá melhorando junto com a hestoria!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.