Dragon Ball Super: Nova série do Goku em julho no Japão!

news_xlarge_dbz
Se passaram 18 anos desde que Dragon Ball GT estreou na televisão japonesa, desde então parecia que nunca mais iríamos ver o Goku e seus amigos em novas aventuras. Mas depois de sua versão “diretor” com Dragon Ball Z Kai e o filme Dragon Ball Z: Batalha dos Deuses, parecia que Goku ainda mexe muito com os japoneses e o mundo todo, por isso foi anunciado uma nova série que estreará em julho e dará continuidade a Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freeza.

Assim nasce Dragon Ball Super, que irá se passar depois do filme e provavelmente criará uma linha alternativa na cronologia da série, ignorando Dragon Ball GT. Tal fato se deve, em parte porque Dragon Ball GT não é uma criação do Akira Toriyama, mas de seu estúdio com a Toei, mas agora depois de 18 anos, Akira dará sua versão do que realmente aconteceu depois da saga Majin Buu.

news_xlarge_DSC_1365

Por que Super? Para essa resposta, a dubladora Masako Nozawa (que interpreta Goku, Gohan e o Goten) comentou que a série sempre usou a palavra ‘chō’ (Super em japonês) em comerciais e nos jogos, mas nunca havia sido usada num título da série e ela gostou muito disso. O que podemos interpretar que Super pode ser usado como algo natural pra série.

Mas como será a história? Só sabemos que a história se inicia depois de Majin Buu, quando a Terra está numa nova época de paz.

Osamu Nozaki (produtor da Fuji TV) comentou que leu o plot da série e que ver que é do Akira Toriyama é um sonho. Sobre o novo inimigo, o produtor já adianta que ele parece ser mais forte que o Buu e o Freeza.

news_xlarge_DSC_1289

Dragon Ball Super é uma série criada pelo Akira Toriyama e terá Kimitoshi Chioka como diretor da animação (Hakaba Kitarō,Kamisama Kazoku) e Atsushi Kido (Toei Animation) e Naoko Sagawa (Yomiko Advertising, Inc.) como produtores. Vale a curiosidade que Kido entrou na Toei justamente na época da produção do arco do Freeza em Dragon Ball Z.

Vale salientar que Dragon Ball Z: A Ressurreição de Freeza irá estrear em 74 países em todo planeta (Brasil incluso) o que só é uma prova que não só no Japão, mas em todo planeta a série está bem viva.

Não é difícil concluir que com retorno de Sailor Moon em um remake ano passado, Cavaleiros do Zodíaco numa continuação de Hades esse ano e agora com Dragon Ball que a Toei está apostando na nostalgia não só no Japão, mas para emplacar em outros países.

news_xlarge_DSC_1296

Com informações do Anime News Network e fotos do Comic Natalie

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.