JGames Capa Post

(Texto com colaboração de Giuliano Peccilli)

Cavaleiros do Zodíaco é uma série que é um marco para diferentes gerações. Foi o primeiro animê a fazer um boom nas produções do gênero nos anos 90 pela extinta Rede Manchete, como também foi o primeiro animê a ser redublado e relançado na tv paga quase dez anos depois.

Pensando assim, Cavaleiros do Zodíaco dispensa apresentações, então vamos direto para o jogo em si. Esse é o 3º jogo da série pra Playstation 3 e o primeiro de Playstation 4,  mas esse é uma continuação direta Cavaleiros do Zodíaco: Bravo Soldado, ou talvez devo dizer a versão definitiva do mesmo.

História:

Diferente de Dragon Ball Xenoverse, aqui não temos viajantes do tempo e nem nada do tipo, mas a história como ela aconteceu. Temos todas as sagas: Santuário, Asgard, Poseidon e Hades.

As histórias estão fiéis ao mangá e ao animê, talvez sendo até melhores, a exemplo de Naruto no Playstation 3. Mas não se empolgue com as armaduras divinas e pensar que a história de Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro esteja no jogo, porque infelizmente ainda não foi dessa vez.

648869bce51ab76007418a275afc5252

Gameplay:

Mesmo que o conteúdo seja enorme comparado com o jogo anterior, o gameplay praticamente não teve mudanças, talvez o jogo esteja mais fluido. Não que seja ruim isso, o “Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados” é bem funcional e junto dos especiais é um show ver as lutas, porém elas são muito simples.

Possivelmente após finalizar o modo campanha e jogar uns contras você não voltará a joga-ló novamente. Uma pena, pois pequenas mudanças poderia deixar o jogo mais competitivo e fazer-ló um jogo pelo menos ao nível da série Naruto Storm.

Gráficos:

Para quem está jogando no Playstation 3 não verá muito diferença do jogo anterior, porém no Playstation 4, o gráfico está bem interessante, porém ainda inferior a outros jogos da Bandai Namco, como Naruto e Dragon Ball.

Som:

Chegamos no motivo pelo qual a maioria dos meus amigos compraram esse jogo, a dublagem oficial em português. Okay, algumas vozes não são as mesmas porque não deu pra trazer todo os dubladores por N motivos.

Mas ela é boa? Em grande parte sim e é fantástico jogar dublado, porém o jogo ás vezes fica com o lipsync correto e as conversas parecem um pouco paradas.

Mas vale a nostalgia? Sim, vale. As músicas eu nem preciso dizer que não teve  porque no Japão as coisa são vendidas separadas infelizmente e por isso não estão no jogo. Mas se tivesse abertura oficial com o Edu Falaschi cantando, eu acho que eu infartava.

A1HCE5p

Considerações finais:

Em um frase simples esse jogo ao meu ver entra na categoria: Obrigatório para fãs. Bonito de ver jogar e simples de jogar. Se tratando de um jogo de luta, Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados é uma aventura com adição da dublagem, modo extra e um robusto modo historia. Com tudo isso, o produto se torna algo obrigatório para os fãs de Cavaleiros do Zodíaco.

Sem duvido, esse é o melhor jogo de Cavaleiros do Zodíaco já teve, mas se você não é fã da série possivelmente não terá interesse nenhum em jogar e apreciar a nostalgia presente no Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados.

ce3af519a199865736c3422a3f5aea84

Nota:

3,5/5

 Agradecimentos a Bandai Namco pelo envio do jogo a equipe do JWave.

About Marcos Soares

um jogador hardcore de games(eletronico,papel,tabuleiro,card,etc) que é apaixonado pela cultura japonesa. Com um background profissional voltado pra TI e marketing.

View all posts by Marcos Soares