JQuadrinhos #26: Papa Capim – Noite Branca

jquadrinhos-post-2016-26

Uma ameaça antiga que parecia ser apenas uma lenda aparece e demonstra ter poder para destruir toda uma aldeia… Não fosse pela coragem de um curumim.

Noite Branca foi a décima primeira Graphic MSP lançada e, dessa vez, o protagonista é o indiozinho Papa-Capim. Venham comigo fazer parte dessa aventura épica!

A história

Papa-Capim ajudava Cafuné em seu treino para a prova de combate, mas se mostrava um tanto quanto desconcentrado por conta da lembrança de Jurema, a dona de seu coração. Ao darem o treino por encerrado, são surpreendidos por algo inusitado: um índio caído no chão, aparentemente delirante, repetindo apenas as palavras “Noite Branca”.

Intrigado com tal encontro, Papa-Capim discute o assunto com seus amigos e tenta saber o significado das enigmáticas palavras, mas é habilmente enrolado pelo pajé, que tem seus próprios planos para colocar em prática e, assim, tentar proteger a tribo.

Papa-Capim fica um pouco decepcionado e, naquela noite, tem um sonho estranho, no qual vê a morte de um papa-capim e a sua própria. Ao acordar, o indiozinho vê o cadáver do pequeno pássaro debaixo de sua rede e conta tudo ao amigo Cafuné, que o orienta a falar com o pajé. Este, ocupado com a segurança da aldeia, mais uma vez não dá atenção ao curumim, que se ressente e coloca uma pedra no assunto, enterrando o corpo do animalzinho.

Após uma tarde de distração com Jurema, Papa-Capim vai dormir e é surpreendido por algo terrível: Jurema foi possuída por um espírito maligno que lhe traz um recado de destruição. O indiozinho cai doente e só então o pajé resolve reconsiderar suas atitudes, mas já é tarde. A Noite Branca virá e só um verdadeiro guerreiro terá forças para impedir a aniquilação de toda a tribo, mesmo sendo apenas uma criança.

papacapim-10

Os autores

Marcela Godoy é uma veterana nos romances. Já escreveu vários, dentre eles Liah e o Relógio. Nos quadrinhos, roteirizou Romeu e Julieta e Macbeth, ambos para a coleção de clássicos da Nemo, dentre outras obras bem legais.

Renato Guedes já fez ilustrações para inúmeras publicações, dentre elas a Folha, Superinteressante, entre outras, além de ter feito muitos trabalhos para as gigantes DC e Marvel.

História de terror genuinamente brasileira

Noite Branca, para mim, fecha um ciclo nas Graphic MSP: tivemos aventura, comédia, drama, romance… Mas nada de terror. Papa-Capim e sua turma nos trouxeram uma obra repleta de referências à cultura indígena brasileira, que não apenas enriqueceu a trama como a deixou pronta para um roteiro de filme.

O realismo do traço de Renato Guedes aliado à história envolvente de Marcela Godoy fazem de Noite Branca uma obra incrível, daquelas que te deixam sem fôlego a cada página. A coragem de Papa-Capim e sua dor ao enfrentar alguém querido, que foi tomado por algo maligno, faz o coração do leitor bater mais forte. Fiquei tão frustrada quanto o protagonista quando o pajé meio que o joga pra escanteio e vibrei ao ver que sua determinação e o amor que sente pelos seus lhe trouxe um poderoso aliado.

Exemplar autografado pelos autores

Exemplar autografado pelos autores

A história não cai em momento algum e o final é mágico, me fazendo lamentar por não ver mais obras que dêem destaque ao folclore brasileiro, tão rico com suas histórias impressionantes. Se vocês ainda não leram, não sabem o que estão perdendo. Sério.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: