ANCINE lança edital de R$ 10 milhões para produção de jogos

ancine_cor_positivo
Essa semana tivemos uma boa notícia com a ANCINE (Agência Nacional do Cinema) que anunciou na Cinemateca Brasileira, a liberação de R$ 10 milhões para a indústria nacional de jogos em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

Em um ano de crise, a indústria de jogos cresceu e é bom ver que uma agência como ANCINE criou primeiro edital do Programa Brasil de Todas as Telas voltado ao investimento na produção de obras audiovisuais brasileiras independentes de jogos eletrônicos. O objetivo é viabilizar novos projetos em todo o país voltados à exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis. O edital estará disponível para consulta a partir de 06 de dezembro (terça-feira) no site: http://www.brde.com.br/fsa/.

A verba será distribuída para até 24 projetos com a seguinte divisão de recursos (mínimas)
30% para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste
10% para a Região Sul e os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo.
Poderão participar do edital empresas produtoras audiovisuais e desenvolvedoras de jogos eletrônicos registradas e classificadas na ANCINE como agente econômico brasileiro independente, de acordo com a IN nº 91, estendidas as vedações de controle, coligação e veto comercial ou qualquer tipo de interferência comercial sobre os conteúdos produzidos aos agregadores de serviços de jogos eletrônicos, ou provedores deste serviço ao consumidor final. As empresas devem possuir CNAE de produção ou de desenvolvimento de programas de computador.

As empresas também poderão se candidatar aos recursos do PROCULT/BNDES, pleitando o valor mínimo de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais) no prazo de 30 dias contados da publicação da Ata de Resultado da 1ª Fase de Seleção.

Fortalecendo a indústria e o mercado
Para Eliana Russi, gerente executiva do Projeto de Exportação Brazilian Game Developers (BGD), parceria entre Abragames e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, o edital é resultado de um trabalho de longo prazo, que coloca o Brasil cada vez mais no mapa mundial dos jogos eletrônicos.

“A Abragames, Apex-Brasil e BNDES, foram pioneiros no entendimento de que a indústria de games é um setor efervescente: música, filme, design, programação, todos convergem para esse campo”, diz Eliana. “A indústria mundial de games continua crescendo e gerando receitas da ordem de US$ 100 bilhões. A indústria brasileira passou a participar desse mercado efetivamente com o BGD, tanto nas Rodadas de Negócios do BIG Festival, como nos mercados mundiais na América do Norte e Europa”, completa.

Entre os marcos desse processo de fortalecimento do setor, está a criação do BIG Festival, maior e mais importante festival de jogos independentes da América Latina, em 2012. “A primeira edição do BIG nos mostrou que no Brasil havia uma indústria com enorme potencial, efervescente e inovadora, que precisava apenas de estímulos para mostrar sua força”, conta Gustavo Steinberg, Diretor do evento.

Estamos torcendo para que novos jogos surjam com esse tipo de iniciativa da ANCINE, incentivando a criação nacional.

Agradecimentos ao BIG Festival pelas informações

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: