JQuadrinho #29: Mônica – Força

jquadrinhos-post-2016-29

A dentucinha mais amada do Brasil está com um problema que, infelizmente, não poderá resolver com coelhadas. Essa história tocante está na Graphic MSP Mônica – Força, de autoria da graciosa Bianca Pinheiro (Bear, Dora) e que foi lançado na Bienal deste ano. Vamos conferir?

A história

Cebolinha e Cascão aprontam e, como de costume, Mônica resolve do seu jeitinho peculiar: uma coelhada daquelas. Após desabafar um pouco com Magali, vai para casa e se depara com uma cena bem complicada: seus pais estão brigando feio por causa de uma torneira vazando e acabam mencionando a ideia de se separar.

Apesar de seus esforços, Mônica não consegue fazer com que seus pais se entendam: ambos continuam discutindo e tentando fazer com que a filha não se envolva, mandando-a passear com o cachorro ou tentando ajudá-la em tarefas de escola, ignorando o outro cônjuge. As amigas parecem perceber que há algo de errado, mas não tentam (ou não querem) se aprofundar no assunto, preocupadas com suas próprias vidas (afinal, elas só têm sete anos).

Uma conversinha com as amigas é bom, mas... falta alguma coisa.

Uma conversinha com as amigas é bom, mas… falta alguma coisa.

Diante desse quadro e estressada com a torneira teimosa, Mônica vai utilizar um outro tipo de força para resolver esse assunto… e o resultado vocês descobrem lendo essa história incrível, que é possível encontrar em algumas bancas e nas livrarias ou lojas especializadas.

Opinião

Mônica – Força mexeu bastante comigo. Como filha de pais separados, não cheguei a presenciar brigas dos dois, mas sofri bastante com o ocorrido, chegando até a enfrentar uma espécie de bullying na escola (moro em um bairro que parece uma cidade do interior, onde todo mundo sabe da vida de todo mundo e pior, julga e comenta). Infelizmente, o que meu pai fez para minha mãe não era algo que pudesse ser resolvido do modo como Mônica fez; já era algo mais grave e os dois só voltaram a ser amigos muitos anos depois, quando eu já era adulta.

No caso dessa história, fiquei tocada porque, apesar de ver que a filha estava sofrendo, não se esforçaram para tentar amenizar as consequências dessa briga, fazendo com que além de triste, a menina ficasse insegura.

Ao tentar espairecer com os amigos, não encontra nada além do normal: os meninos sendo meninos e as garotas interpretando a chateação da amiga de forma errada e focadas nos próprios interesses, do tipo “resolve logo isso do jeito de sempre e vamos brincar”.

Além disso, dá para perceber que, além de todos os sentimentos ruins que uma separação faz com que uma criança sinta, Mônica nitidamente sentiu-se envergonhada. Seu problema era algo muito além do seu alcance de resolver e ela mesma não estava certa se queria compartilhá-lo, ainda que fosse com sua melhor amiga.

Bianca Pinheiro, com seu traço genial, conseguiu transmitir toda a agonia da menina sem precisar de tantos balões; além disso, dou um destaque especial para a expressão cansada dos pais, a fofura imensurável do Monicão e a representação do pesadelo, que traduziu perfeitamente o que uma criança deve pensar ao se deparar com algo que excede sua capacidade de influência.

Toda a fofura do Monicão em um quadrinho

Toda a fofura do Monicão em um quadrinho

A solução que Mônica encontrou não vem da força física, mas sim da força de vontade que surge quando queremos que algo além de nossa vontade se resolva. Nem sempre isso dá certo, mas pelo menos a gente sente que fez algo para tentar encontrar um caminho em que todos pudessem seguir em frente e ficar em paz.

Autógrafo bacanudo da Bianca Pinheiro =)

Autógrafo bacanudo da Bianca Pinheiro =)

Para nossa satisfação, nossa dentucinha encontrou a solução e pôde sorrir do fundo do coração novamente, mas para aquelas crianças que, como eu, não tiveram o mesmo resultado, não se preocupem. No final, tudo dá certo, pois a verdadeira felicidade está dentro de cada um de nós, sendo complementada por aqueles que nos rodeiam, basta encontrarmos nossos caminhos: a Mônica encontrou, eu encontrei e tenho certeza que todos vocês encontrarão. Basta ter força.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: