JMangá #156: Katsura Akira Short Stories

Pegue os roteiros do mestre Akira Toriyama e misture com o traço fantástico de Masakazu Katsura e você terá o último lançamento da Panini: Katsura Akira Short Stories.

O mangá já está disponível em bancas e livrarias e é uma boa oportunidade para ver dois mestres trabalhando juntos. Nós também conferimos a parceria e contamos nossas impressões neste JMangá.

Sachie-chan Good!

Alienígenas estão com problemas em seu planeta natal e vêm à Terra para pedir ajuda aos humanos mais fortes que puderem encontrar; em troca, eles prometem realizar um desejo que esteja disponível em seu catálogo.

Eita heroína interesseira…

Ao recrutar o jovem Zarido, que quer ajudar sua aldeia que está passando por dificuldades, eles acabam recrutando também Sachie Momochi, filha do mestre de Zarido.

A garota topa ajudar desde que eles removam uma marca de nascença que a incomoda bastante, mas que pode ser o diferencial na hora do desfecho da batalha para salvar os alienígenas.

Jiya

A segunda e última história da edição conta a saga de Jiya, um patrulheiro galáctico e honrado, que vem à Terra para averiguar se o relatório transmitido por seu colega Stis procede: “A Terra não tem mais salvação”.

Ao mesmo tempo, um vampiro cruel está sugando o sangue de jovens garotas até matá-las e transformando a vida dos habitantes de uma cidadezinha em um inferno. Comandando criaturas estranhas apelidadas de pulgões, o biltre Vampa não conhece o significado da palavra limite.

No meio das suas investigações, Jiya acaba salvando um casal de viajantes (patroa e empregado) de uma emboscada armada por capangas de Vampa. Após entender o que acontece na cidade, o patrulheiro pega emprestado o corpo de um deles e finalmente descobre o porquê do relatório de seu antigo colega não bater com a realidade.

Quem não ama um patrulheiro estelar?

A edição brasileira

Nossa versão de Katsura Akira foi publicada em papel pisa-brite e com a primeira página colorida, ficando bem próxima da edição japonesa a não ser pelo tamanho um pouco maior, usual por aqui.

A tradução ficou por conta de Drik Sada.

Opinião

Sou muito fã de Masakazu Katsura e estava curiosa para ver como seria uma parceria dele com o Toriyama, considerado referência para a maioria dos mangakás.

Tive uma boa surpresa, pois apesar de ser possível reconhecer direitinho a contribuição dos dos na obra, ela foi bem dosada e resultou em duas histórias divertidas e que cumpriram seu papel de entreter.

Mesmo mais estilizado, não há como não reconhecer o traço de Katsura (Zarido é muito parecido com o protagonista de Video Girl Ai), especialmente nas figuras femininas. Já o mestre Toriyama está bem representado nos roteiros, todos com falas bem características de suas obras.

Sachie e Patrulheiro na versão do mestre Toriyama

Achei engraçada a entrevista com os autores, que mostrou um lado deles desconhecido para a maioria dos fãs, imagino. Finalmente consegui perdoar a aparência de Saiyajin do protagonista de D.N.A.2 e confesso ter agradecido aos céus por Katsura não ter implantado as ideias do Toriyama em Zetman.

Qualquer semelhança com uns certos sayajins não é mera coincidência…

No mais, é uma edição bem legal, gosto muito dessas parcerias entre autores que admiro e essa foi uma das mais bem sucedidas que já vi.

Agradecemos à editora Panini e ao pessoal da Litera por ter encaminhado o exemplar para análise.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.