JMangá #173: Death Note How to Read (Black Edition)

Quase cinco anos depois do lançamento da versão Black Edition da série Death Note no Brasil, a JBC finalmente consegue trazer o guide da coleção no mesmo formato.

Death Note – How to Read Black Edition também foi um dos lançamentos da editora na CCXP 2017 e é o protagonista deste JMangá.

O que encontrar neste guide

How to Read é um dos melhores guides de mangá que já vi, talvez pela série ser curta. As informações sobre personagens estão bem claras e, ainda assim, detalhadas.

Além da apresentação dos personagens (de praxe em toda publicação desse tipo), também foram expostos com riqueza de detalhes as organizações relacionadas ao caso Kira, arquivos completos sobre os Shinigamis, entrevistas divertidas e esclarecedoras com os autores de Death Note (para quem ainda não sabe, Tsugumi Ohba – roteiro e Takeshi Obata – desenho) e seções inusitadas, como a origem de cada um dos títulos dos capítulos da saga e os conceitos para os personagens-chave.

No guide também consta a história toda comentada em ordem cronológica, um manual hiper detalhado sobre o uso do Death Note (inclusive com várias respostas à perguntas que todo mundo deve ter feito enquanto lia), os truques utilizados pelos personagens classificados por ranking (???), e as incríveis anotações de Ryuk sobre o mundo dos humanos, fechando com um teste de personalidade bem engraçado (o meu resultado deu o Mello, devo me preocupar?).

Mas não acaba aí: How to Read ainda traz as tirinhas de Death Note (é muito interessante ver os personagens principais agindo de maneira mais engraçada, mas sem perder a essência) e o capítulo único que deu origem ao mangá Death Note (adoro essa história).

Ah, antes que eu me esqueça, a carta com o verdadeiro nome do L (que todo mundo já sabe) também veio, mas não tive coragem de abrir. Para matar a curiosidade, segue foto do card que veio na versão japonesa.

A reedição brasileira

A republicação de How to Read, assim como a coleção da qual faz parte, veio com papel lux cream (Alita, Akira, O Cão/O Outro Cão que Guarda as Estrelas).

COLOCAR FOTO REGRAS DN

A tradução é de Rica Sakata.

Opinião

Quando How to Read foi lançado pela primeira vez, em 2008, fiquei muito chateada porque mal abri a edição e ela praticamente desmanchou na minha mão; muitas folhas soltaram e lembro que era difícil até pra tentar colar.

Troquei minha edição, mas fiquei com medo de abrir em um ângulo maior do que 30 graus; isso fez com que eu não tivesse a melhor das experiências com minha primeira versão deste guide, somado com o fato de que o papel utilizado na época amarela rápido (impossível deter a ação do tempo).

Quando vi que relançariam o guide na versão Black Edition, fiquei muito empolgada, já que a coleção ficaria toda igual, além de melhorada.

A encadernação não deixou a desejar, então pude desfrutar do exemplar sem medo. Mesmo sendo uma republicação, admiro a paciência do revisor e do editor em reler toda a história de forma minuciosa, para não deixar a tradução das passagens do guide diferentes do que foi adotado na obra.

Apesar de me deixar irritada na segunda fase (odeio o Near com força), Death Note é uma obra que gosto muito e fico feliz que, finalmente, minha coleção brasileira esteja completa. Valeu a pela esperar.

Agradecemos ao pessoal da editora JBC por ter cedido o exemplar para análise.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: