JMangá #174: Fairy Tail Gaiden #1

Se os fãs de Fairy Tail estão tristes pelo término iminente da obra, podem adiar as lágrimas um pouquinho.

Também lançado pela JBC na CCXP 2017, Fairy Tail Gaiden é um spin-off em três volumes que conta outras histórias sobre personagens da obra. O primeiro volume fala sobre os membros da guilda Sabertooth e é dele que vamos falar neste JMangá.

As histórias

Seriam a união e a confiança nos companheiros a chave para ser uma boa guilda? Se for, a Sabertooth tem isso de sobra.

Na primeira história, Yukino, a feiticeira celestial da Sabertooth é sequestrada por uma guilda inescrupulosa. Sting e Rogue, os dragões gêmeos da Sabertooth, farão de tudo para resgatá-la, devolver suas chaves de portal e, além de tudo, impedir que aconteça uma tragédia.

Ao mesmo tempo, Yukino provará que ama seus companheiros acima de tudo, nem que para isso tenha que arriscar sua própria vida.

Na segunda e última história do volume, Sting e Rogue brigam e separam a equipe dos Dragões Gêmeos. Irritado, Sting pega um serviço junto com Yukino e partem para Obstone, a Cidade das Pedras. O único problema é que a cidade não é mais como antes e a Sabertooth pode ter alguns problemas se não chamar reforços.

Se quiserem resolver o caso e salvar a cidade, os Dragões Gêmeos precisarão deixar as diferenças de lado e mostrar seu verdadeiro poder.

A edição brasileira

O papel utilizado em Fairy Tail Gaiden foi o off-white, uma alternativa bem bacana ao pisa brite e utilizada pela editora desde o lançamento de .your name.

O off-white é bem semelhante ao papel utilizado nos volumes japoneses e parece ser mais durável (não se iludam quanto ao amarelamento, pois o tempo é implacável, tenho coleções japonesas que estão amareladas do mesmo jeito).

A tradução foi feita por Karen Kazumi Hayashida.

Opinião

Como falei anteriormente no review de Fairy Tail Zerø, parei de acompanhar a série regular há muito tempo e não sei que rumo a história tomou.

Por incrível que pareça, mesmo afastada do universo de FT, também gostei bastante das histórias que compõem esse gaiden; são personagens incríveis, que mostram o poder da amizade e confiança e, além de tudo, apaixonantes.

Achei o traço do autor, Kouta Shibano, bem parecido com o do Hiro Mashima, sem surpresas. As tramas foram bem construídas e os desfechos saíram como o esperado, mas ainda assim interessantes. Para quem é bem fã, vale a pena dar uma chance e tirar suas próprias conclusões. Para aqueles que não são, vale pelos momentos de diversão, nos quais tudo o que precisamos é apenas de uma história despretensiosa.

Agradecemos ao pessoal da JBC por ter cedido o exemplar para análise.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: