Bons MMORPGs free-to-play da desenvolvedora coreana NCsoft


Fonte: CG Magazine

Com a queda de popularidade atual dos MMORPG fica um pouco difícil descobrir qual jogo vale a pena ainda jogar. São jogos de MOBA, Battle Royale, realidade aumentada como Pokémon GO da Niantic  que poucos canais ou sites falam sobre lançamentos ou realmente repassam servidores de jogos que continuam ativos e que ainda tem atualizações.

Mas com os gastos tão altos de tanto outros jogos, vale a pena deixar de gastar em um jogo e optar por um jogo que seja free-to-play para ter diversão sem que precise tirar dinheiro do bolso. Há jogos com servidores ativos que vão precisar apenas do seu tempo e dedicação para que você consiga subir de nível sem precisar gastar um centavo, sobrevivendo apenas com as próprias riquezas que o jogo fornece ao jogador.

Pensando nisso, separamos alguns jogos de MMORPG da renomada NCsoft que são free-to-play, ou seja, não são pagos, diferente de jogos físicos como o de luta Jump Force não há necessidade de mensalidade, compra de key ou qualquer outro gasto, além do que o jogo irá te proporcionar. Mas vale ressaltar, que muitos free-to-play tem recursos dentro do próprio jogo, como contas e moedas premium para ter acesso a itens exclusivos, porém, nenhum deles irá forçar o jogador a comprar a ponto do personagem não conseguir subir de nível devido a falta de investimento com dinheiro real, ou seja, é apenas uma opção e não uma obrigação dentro do jogo.

Blade and Soul


Fonte: Blade & Soul

Desenvolvido pela sul coreana NCsoft, Blade and Soul  foi lançado em 2012 na Coréia do Sul e apenas 2016 por parceria com a LevelUp! que o jogo ganhou autonomia no Brasil.

O jogo não tem servidores brasileiros, porém, por meio da LevelUp! É possível jogar nos servidores internacionais sem pagar nada.

Com ótimos gráficos e jogabilidade, Blade and Soul além de ter a vantagem de ser free-to-play ainda carrega características dignas da maioria dos jogos pagos, como o Arena of Valor .

A história se passa onde seu personagem deve buscar justiça em um mundo onde artes marciais e mitologia se fundem, após a imperatriz Jinsoyun cometer um massacre em busca Espada do Poente. A intenção dela é liberar as forças do Reino das Trevas sobre o mundo e o jogador deve impedir que esse fato ocorra e salve o mundo das garras da imperatriz cruel.

Dentro do jogo temos as raças Gon, Jin, Yun e Lyn; cada uma com as características e quais classes podem seguir. Já as classes, o jogo obtém: Guardião, Pistoleiro, Bruxo, Lutador Elemental, Assassino, Espadachim Elemental, Mestre Espadachim, Exterminador, Mestre Elemental, Mestre de Kung Fu e Conjurador.

Mesmo que os servidores sejam internacionais, pela parceira com a Level Up! o jogo ao ser baixado ele estará traduzido para o português.

Aion: The Tower of Eternity


Fonte: YouTube

O MMORPG Aion: The Tower of Eternity  também foi desenvolvido pela sul coreana NCsoft, assim como Lineage II, e desde 2009 está liberado para que o Ocidente jogue. Como o jogo também tem parceria com Level Up! é possível que jogador jogue um jogo em português, porém em um servidor internacional sem pagar taxa alguma, como era antes do acordo entre as empresas.

O seu personagem viverá a história a partir do momento em que a Torre da Eternidade é destruída, rasgando o mundo de Atreia em dois pedaços, banindo os Balaur, inimigos mortais da humanidade que foram exilados em sua terra natal na parte exterior do planeta.

Com a divisão dos mundos, os sobreviventes também foram divididos em dois grupos e iniciaram uma guerra, pois um colocava a culpa no outro. Os nortenhos são conhecidos como Asmodians que são liderados por cinco lordes. Os sulistas são conhecidos como Elyos, também liderados por outros cinco lordes.

As classes disponíveis serão compatíveis com qual dos grupos o jogador escolher, mas em resumo, são as seguintes classes: Warrior que tem a escolha de ser Templar ou Gladiator; Scout com as escolhas Ranger ou Assassin; Mage que pode escolher entre Sorcerer ou SpiritMaster; Priest com as duas escolhe de Cleric ou Chanter; Technist que poderá ser Gunslinger ou Aethertech e por último existem as Muse que só podem se tornar SongWeaver.

WildStar


Fonte: Polygon

Outro jogo free-to-play da NCSoft, porém este elementos de sci-fi no mundo lendário chamado Nexus. Diferente dos outros jogos que tem parceria com Level Up!, Wildstar está liberado no Steam gratuitamente desde 2014.

Entre os dois jogos já citado, Wildstar tem características mais ocidentais e diversificadas que os outros dois jogos do estúdio sul coreano, se assemelhando aos jogos que vemos nos e-sports atualmente.

O personagem passará viver em mundo onde existem dois grupos, os Exiles e Dominion, ambos lutam pelo controle do planeta Nexus. No momento, a galáxia está sendo controlada pelo soberano império interestelar chamado Dominion, porém os Exiles que são formados por criminosos e mercenários querem ter o direito de voltar para suas terras natais os quais foram exilados devidos aos seus crimes.

No meio de tudo isso, o jogador poderá escolher entre dos dois grupos, os Dominion ou Exiles para defender. Cada facção tem o seu grupo de raças; os Exiles têm as raças Aurin, Humano, Granok, e Mordesh; já os Dominion têm as raças Cassian, Draken, Chua e Mechari.

Comentários

comentários


Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
%d blogueiros gostam disto: