Lançado em 15 de fevereiro de 2019 pela Bandai Namco para Playstation 4,PC (Steam) e Xbox One com legendas em português, Jump Force vem comemorar os 50 anos da famosa Shonen Jump. Apresentado na E3 de 2018, na conferência da Microsoft, o jogo surpreendeu pelos seus gráficos realistas fugindo do já tradicional Cel shading.

História

Estamos falando de um jogo que tem a dura missão de juntar 40 personagens em uma única história. Utilizando uma premissa de que os mundos das várias obras da Jump estão se colidindo junto com o nosso. Para completar a história, temos um vilão chamado Prometheus que quer controlar a humanidade. No papel do jogador, o seu personagem é morto (por Freeza) e ressuscitado, restando a você em recriar o seu char com vários tipos de cabelos, roupas e adereços de obras da Jump. Feito isso, o seu objetivo é o de se unir a Jump Force, abrindo novas habilidades (Meteoro de Pegasus, Final Flash e outros golpes da Jump). Conforme você avança na história, as habilidades serão fundamentais para deter os planos de Prometheus.

Gameplay

O jogo usa um sistema 3×3 em Arena Aberta em 3D (como na franquia Naruto Storm), mas ao contrário de outros jogos na Jump Force, a barra de vida é única para os 3 personagens. Uma decisão um tanto diferente visto outros jogos famosos como “Marvel vs Capcom 3” e “Dragon Ball FighterZ”.

Jump Force utiliza um sistema simplificado de combate com apenas um botão para Combos que possam ser feitos assim como Especiais. Em resumo, eles são simples de serem lançados, porém dependem da sua barra Especial para serem utilizados.

Um jogo com tantos personagens, acaba esbarrando num problema que é oferecer variedade de estilos entre eles. Explicando melhor, os personagens têm os mesmos comandos e isso pode desagradar alguns jogadores mais exigentes. Funciona em partidas casuais com amigos, porém poderia ser algo mais complexo e não tão simplificado.

Gráficos/Som

A Trilha Sonora do jogo em si não é lá muito marcante, porém as vozes dos personagens dá uma certa nostalgia para quem assistiu animês em japonês.

Em questão gráfica, os cenários são fusão do nosso mundo com os da Jump e como um todo são bonitos. O jogo peca na parte dos personagens em si, durante algumas cenas onde os mesmos estão interagindo entre si, apenas a boca se move. Não demonstrando nem uma mudança facial, isso sem contar as telas de loads muito longos e constantes. Talvez esse seja o preço a se pagar por um jogo com tantos personagens e produzido em tão pouco tempo.

Considerações finais

O Jump Force apesar de tudo, cumpre a sua promessa de juntar personagens de mais de 50 anos de tradição e os coloca para interagir entre si. Isso gera algumas situações que muitos de nós só podíamos imaginar em nossas mentes..

Muito divertido para jogando com amigos, Jump Force pode ser definido como um jogo em que podemos fazer alguns combates malucos, como por exemplo: Yugi contra Luffy, assim alimentando nossa imaginação sobre qual é o personagem mais forte.

O jogo Jump Force foi analisado utilizando a plataforma PC (Steam).

About Josue Gomes Ribeiro

Podcaster e redator de games do JWave!

View all posts by Josue Gomes Ribeiro