No Japão existe Uber e JapanTaxi e mesm Uber teve que se aaptar as leis locais para funcionar por lá. A empresa teve que fechar parceria com empresas de taxi locais, porque o governo não permitiu da maneira que funciona em outros países. Pra ajudar nessa briga, a Sony fechou parceria com cinco companhias de Taxi e lançou o S.Ride.

Mas o que tem de diferente na S.Ride

A empresa vem com pagamento em dinheiro, QR Code e cartão de crédito, o que não muda em relação a outros serviços.

Mas o grande diferente da Sony é uma inteligência artificial para traçar rotas e oferecer melhores serviços para clientes com menos fluxo de trânsito. Para isso, a empresa está lançando o serviço inicialmente para cidade de Tóquio, sendo 10 mil taxistas.

E a concorrência?

Maior do segmento lá no Japão

O JapanTaxi é o líder do mercado japonês, cobrindo quase que todo território e tendo uma frota de 50 mil motoristas. Além disso, a empresa tem entre as empresas que fizeram investimentos nela a empresa de telecomunicações, NTT Docomo.

Uber teve que se adaptar no Japão

Enquanto isso, a Didi Chuxing (99 aqui no Brasil) em parceria com Softbank Group, poderá entrar no mercado nipônico a qualquer momento.

Lembrando que com as olimpíadas batendo a porta em 2020, Japão está tendo uma série de transformações para se adaptar aos turistas e o transporte público faz parte dessa transformação.

Via Tecnoblog

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli