De supetão no Anime Friends, a Bandai Namco colocou escondido o próximo jogo da série Dragon Ball. Anunciado na E3, o novo jogo baseado nas aventuras de Dragon Ball, promete recontar a saga clássica em diferentes ângulos, mostrando o que diversos personagens estão fazendo paralelo a história que fomos apresentado no mangá e no animê.

No Anime Friends, a versão que podemos jogar é limitada em 20 minutos, podendo jogar o momento que Goku e Picollo vão atrás do Raditz para recuperar Gohan criança bem no começo da série Dragon Ball Z.

Produzido pela Cyberconnect2, a empresa é conhecida pelos excelentes jogos de Naruto e recentemente Jojo´s Bizarre Adventure. Mas voltando a Dragon, o que a produtora poderia acrescentar e ser o próximo passo da franquia no mundo dos games?

É isso que vamos tentar falar aqui nesse pequeno review sobre o demo do futuro jogo da série.

História e mundo aberto

Um dos diferenciais desse novo jogo é o Dragon Ball Z: Kakarot é justamente em ser um mundo aberto. E é por causa disso que mais que todo mundo saiba a história original, o jogo abre diversas possibilidades de explorar inúmeras opções enquanto você refaz a história de Goku mais uma vez.

O trecho que jogamos apresenta Goku num mapa com o radar do Dragão apontando aonde devemos ir. Goku pode voar rápido ou devagar, sendo que você pode ir para qualquer lugar ali, lembrando bastante os jogos da série Naruto Ultimate Ninja Storm da mesma Cyberconnect2.

Jogabilidade

Trazendo uma jogabilidade bem diferente dos últimos jogos da franquia, os especiais dos personagens são ativados usando R2 e L2 (no Playstation) com uma tela em que os botões do lado direito do controle ativam golpes do personagem.

Além disso, o lado direito controla um personagem secundário e no lado esquerdo o personagem principal. Na parte que jogamos, o Goku era o principal e pudemos controlar o Piccolo para dar golpes no Raditz.

É bem diferente de Dragon Ball FighterZ e Dragon Balll Xenoverse, mas sendo fácil de aprender em pouco tempo.

A primeira luta foi bastante fácil com Raditz, enquanto a segunda luta não tinha opção de usar Piccolo, tendo um desafio bem maior em derrotar o Raditz.

Conclusão

Assumo ter ficado um pouco decepcionado com a parte jogada, por já ter sido explorado em diferentes maneiras em diferentes jogos baseados na série Dragon Ball. Como a divulgação do jogo foi em torno de mostrar outros personagens durante a história que conhecemos em Dragon Ball Z, eu torcia que já se mostrasse algo alternativo desde o primeiro momento.

O jogo é muito bonito, tem uma jogabilidade diferente e fluida, além de um mundo aberto de um mundo que conhecemos tão bem como Dragon Ball. Só que eu esperava algo a mais para me conquistar como jogador e assumo que vou continuar acompanhando as novidades do jogo e esperar uma nova demo para realmente ser fisgado por ele.

Dragon Ball Z: Kakarot é um jogo que provavelmente vai te fisgar como fã da série criada pelo Akira Toriyama, mas assumo que entre tantos jogos bonitos como nos últimos tempos, ainda espero as novidades que foram anunciadas para esse jogo.

Agradecimentos ao Sérgio Sampaio pela foto surpresa de costas.

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli