A franquia Samurai Shodown está de volta em sua melhor forma. Desde 2008 sem jogo novo, temos o retorno da série com personagens clássicos, personagens novos, história e modos de fazer fazer inveja a qualquer outra franquia.

Criada em 1993, Samurai Shodown se passa no período Edo, apresentando personagens de diferentes cantos do mundo, porém lutando no Japão. E se já tivemos jogos pra trás e pra frente, numa enorme confusão cronológica, aqui temos um jogo que se passa um pouco antes do início do jogo original feito em 1993.

Mas Samurai Shodown em 2019 ainda vale a pena dar uma chance a franquia? Olha, seria realmente um desperdício não dar uma chance da série que nunca esteve tão bela e tão boa em tela.

Elenco

A série apresenta 16 personagens, sendo que diversos personagens clássicos estão aqui, como Haohmaru, Nakoruru, Galdord, Hanzo Hattori, Galford entre tantos outros. Também temos a chegada de personagens novos como a chinesa Wu-Ruixiang, além de 4 personagens anunciados no primeiro Passe Temporada da série.

Em time que está ganhando não se mexe?

SNK Corporation anunciou o jogo em 2018, sendo que o time que estava produzindo esse jogo estava trabalhando nos jogos The King of Fighters XIV e SNK Heroines: Tag Team Frenzy. Yasuyuki Oda que era o diretor do jogo The King of Fighters XIV assumiu a função de produtor, enquanto Nobuyuki Kuroki que havia trabalhado em Samurai Shodown 64 acabou se tornando diretor do novo jogo da série.

Diversos membros do The King of Fighter XIV ajudaram no desenvolvimento do Samurai Shodown

Assim o jogo foi desenvolvido com que entende da franquia e vamos combinar se no passado a série teve alguns percalços e até tratamentos nada dignos a série, parecia que dessa vez estava fazendo a lição de casa.

Anunciando trailers de cada personagens, mostrando o novo Modo Dojo, Samurai Shodown tinha tudo para dar certo para essa nova geração.

A História

Se passa no sétimo ano da Era Tenmei em 1787, aonde a perda do controle do conselheiro do Xogum faz com que desperte atenção desses lutadores. Por exemplo, temos a Charlotte que estava voltando da França (provavelmente do jogo anterior Samurai Shodown V, vulgo Samurai Spirits Zero no Japão) e assim que percebe novo problema, acaba retornando ao Japão.

Um novo perigo está assolando diversas regiões do Japão, mas o que não se espera é que um dos personagens históricos lá do período Kamakura (1192-1333) voltaria do além.

Jogabilidade

Assumo que se eu não tivesse jogado o tutorial enquanto instalava o jogo, talvez tivesse perdido muitos movimentos e golpes dos personagens. Trazendo defesa, como arrancar arma do inimigo e tantos outros movimentos extremamente curiosos e úteis, temos um jogo rico de comandos, tornando desafiador saber tudo que o personagem tem a oferecer.

Se por um lado temos uma quantidade de movimentos e comandos novos, temos que dar os parabéns a SNK que mesmo remodelando o jogo por completo com personagens 3D, temos comandos clássicos no controle. Se você já jogou alguma vez na vida algum jogo da série, provavelmente saberá dar muitos golpes dos personagens, sendo bem instintivo.

Além disso, o novo jogo também tem uma barra de fúria que é bem útil durante ao jogo. Podendo ser usada, apenas uma vez, ela pode te ajudar bastante durante o jogo.

Gráficos

Feito em Unreal Engine 4, Samurai Shodown aposentou os velhos sprites, apresentando personagens em 3D. Não é algo inédito na franquia, porém os personagens são tão ricos em detalhes e tão naturais em seus movimentos, que a transição foi muito bem vinda, sendo uma boa surpresa.

Outra coisa que chama bastante atenção são os cenários de fundo do jogo. A SNK sempre mandou muito bem em cenários de seus jogos e aqui é um retorno ao passado, trazendo cenários bem ricos, sendo um show a parte durante as lutas. É verdade que os cenários não interagem tanto como alguns jogos da franquia no passado, porém não sentimos falta dessa interação.

Não poderia deixar de citar que durante as lutas, cada golpe vai sujando a roupa dos personagens. Personagens como Haohmaru que usam roupa branca, acabam ficando vermelhas de sangue, sendo um detalhe que mesmo bobo a olhos nus, vale a pena ser reparado. Detalhe que a roupa só fica manchada naquele round, voltando as características originais no começo do round seguinte.

Trilha Sonora

Trazendo músicas competentes e uma sonoplastia diferente, mas ao mesmo tempo fiel ao jogo, temos um boa combinação. Não achei a trilha sonora marcante, porém ela funciona no contexto do jogo, além de trazer muito efeitos especiais que são marca registrada dos personagens da série.

Talvez na quantidade de jogos, falte músicas icônicas, mas não é um defeito desse jogo em si.

Falas e características dos personagens como a risada da Charlotte estão no jogo, o que marcam coerência e são pontos altos do jogo em si.

Modos

O jogo traz modo Online, Batalha, História, mas o que chama atenção de verdade aqui é o Modo Dojo. Podendo upar seus fantasmas de luta e baixar de seus amigos, o jogo desenvolve uma inteligência artificial que imita o seu estilo de jogar, assim podendo lutar consigo mesmo dentro do Samurai Shodown.

Por mais que já tenha visto isso em jogos como Mario Kart, aqui é totalmente diferente fazer uma inteligência artificial imitar o seu estilo. É bem interessante o resultado final e mostra uma evolução que provavelmente inspirará outros jogos do gênero.

Localização Brasil

Uma das coisas que foi mais falado nesse jogo é que Samurai Shodown estava ganhando localização para o Brasil. Tendo menus, legendas traduzidos para o Português brasileiro, o jogo apresentou um trabalho bem competente.

Trazendo uma boa tradução, sem nenhuma perda visível na tradução, Samurai Shodown acaba sendo um bônus a mais em jogar no nosso idioma.

Redesign

Samurai Shodown foi bem feliz em trazer os personagens para 2019, mantendo sua essência. Os personagens estão bem bonitos e totalmente fieis as suas criações.

Só que uma personagem em si parece ter ido contra as origens dela que foi a Charlotte que acabou ganhando visual bem feminino, coisa que nos primeiros jogos era algo bem mais moderado. Inspirada visualmente na personagem Oscar François de Jarjayes do mangá e animê Rosa de Versalhes, Oscar foi criado como homem mesmo sendo mulher. Por mais que a personalidade da personagem não fosse essa, ela ganhou detalhes bem femininos e sexualizado nessa versão, o que pode incomodar alguns jogadores.

Charlotte antiga, atual e sua inspiração Oscar do mangá Rosa de Versalhes

Opinião

Samurai Shodown ficou 11 anos sem um jogo novo e logicamente que muita coisa mudou enquanto a franquia ficou parada. Séries como Street Fighter voltaram com IV e V, séries como Mortal Kombat também e até Soul Calibur retornou.

Num mundo entre tantos retornos, existe espaço para mais um? Quando o retorno é bem feito e faz diferença, existe espaço sim. Samurai Shodown 2019 se atualizou, mas manteve sua essência, sendo uma excelente opção para reviver a infância dos mais velhos ou ser o pontapé inicial pra quem nunca jogou a série.

Conheci a série desde seu começo, quando joguei um port para 3DO, console da Panasonic. Junto de Street Fighter II Turbo, era um dos poucos jogos de luta bons daquele console. Anos depois, acabei jogando alguns jogos da série para Playstation, porém não acompanharam graficamente igual a versão do 3DO. Independente disso, Samurai Shodown também teve sua animação exibida na televisão na antiga Rede Manchete, porém a franquia nunca teve o mesmo status ou mesmo tratamento que a série The King of Fighters.

Ao que tudo indica, isso pode mudar com o próximo jogo da série The King of Fighters que irá se inspirar e muito no sucesso dessa versão de Samurai Shodown. Mesmo seu produtor, Yasuyuki Oda, não escondeu que esse jogo ganhe participações especiais, podendo ter personagens de outras séries da SNK como extras futuros nesse Samurai Shodown.

Se vale a pena jogar? Merece e deve ser jogado inúmeras vezes, sendo um retorno ao passado e ao mesmo tempo num acabamento nunca visto na série. Desejar mais e mais é pouco no meu lado fã que jogou desde pequeno, sendo que espero que o jogo realmente não se limite a quatro personagens por temporada, trazendo ainda mais personagens da franquia ou de outras, como foi mencionado por seu produtor.

É um marco a série e torcemos que seja o primeiro de muitos nos próximos anos. Seja bem vindo de volta, Samurai Shodown.

O jogo foi avaliado em sua versão para Playstation 4 e agradecemos a assessoria da Solutions 2 Go/ Athlon Games e SNK pelo suporte oferecido.

Samurai Shodown

9

Jogabilidade

10.0/10

Som

7.5/10

Gráficos

9.5/10

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli