Categorias
Pesquisas e Top

Quais as celebridades que são inspiração para os rapazes no Japão?

A Oricon fez uma pesquisa essa semana perguntando quais atores, cantores e modelos inspiram os garotos e rapazes lá no Japão. Assim foram entrevistados 200 adolescentes e 200 jovens na faixa dos 20 anos, para identificar quais celebridades inspiram a forma de vestir dessas pessoas.

O mais votado foi o cantor Masaharu Fukuyama, seguido de nomes conhecidos, como: Mukai Osamu, Takuya Kimura, Sakurai Sho entre outros. Um dos comentários mais freqüentes na escolha do Fukuyama foi: “Ele parece legal, mesmo quando ele se veste de forma mais simples.”.

1. Fukuyama Masaharu
2. Narimiya Hiroki
3. Mukai Osamu
4. Kimura Takuya

5. Sakurai Sho

6. Kazunari Ninomiya
7. Koike Teppi
8. Domoto Tsuyoshi
9. Sato Takeru

10. Kazutoshi Sakurai
10. Odagiri Joe

Fonte: Tokyohive

Categorias
Críticas e Reviews Reviews de Games

Review | Sonic 2

Por: Macgaren

De acordo com a enquete que fiz alí no menu ao lado, a grande maioria dos leitores (uns 5 XD) do Clarim gostaria de ler sobre games aqui. Então pra começar a falar sobre o assunto, irei “recauchutar” alguns posts que fiz para um blog que eu colaborava e que por pura falta de tempo não escrevo mais. E nada melhor do que iniciar com meu jogo preferido:


A primeira vez que fui “apresentado”,por assim dizer, ao Ouriço, foi com a versão do primeiro Jogo para Master System. Depois dele, todos os outros jogos pareceram lentos demais. fiquei viciado na velocidade frenética do personagem título. A partir dali, me tornei fã incondicional.
Em 93 ganhei meu Mega e o jogo que veio com o console foi: Sonic 2. E o que eu achei que já era perfeito melhorou ainda mais.
Em comparação à primeira versão para Master System( e até com a do Mega), Sonic 2 tem várias melhorias significativas. Além dos gráficos e estágios mais elaborados, Novos movimentos foram adicionados, como o Spin Dash, no qual Sonic se torna uma “bola” de espinhos e avança pelo cenário derrotando os inimigos.
Foi neste jogo que Tails, a raposa de duas caudas fez sua primeira aparição. Tails viria a ser personagem constante por todos os outros jogos do Sonic. além dele, um protótipo do Metal Sonic, Um robô “clone”do Sonic, também aparece pela primeira vez neste jogo.


Outra inovação: após recolher todas as sete Chaos Emeralds nos estágios bônus, o Sonic
ganha a habilidade de se tornar o Super Sonic, quando seu corpo se tornava amarelo – ficando ainda mais rápido e invulnerável a ataques por um certo período de tempo

Com o acréscimo do Tails, o game ganhou a opção de jogar em dupla, com um amigo jogando na pele da raposinha. Mas era comum o Sonic ganhar velocidade nas fases e deixar pra trás o Tails, embora fosse perfeito para deixar aquele irmão mais novo (e pentelho, claro) quieto por alguns momentos achando que está jogando.
Foi adicionado também um modo para dois jogadores onde a tela se dividia ao meio e cada jogador, controlando Sonic ou Tails, competiam para ver quem terminava o estágio primeiro..pena que não tem todos os estágios nesse modo do jogo.
A dificuldade sempre foi bem dosada. Com um pouco de treino (e ao custo de algumas vidas perdidas) podia-se dominar as ‘zones’ com relativa facilidade. O complicado mesmo ficava no final quando no ultimo estágio era necessário vencer o Metal Sonic e um robô Gigante do Robotnik sem ser atingindo uma única vez.


Outro ponto digno de nota deste clássico da geração 16 bits é a trilha sonora: ela ajudava a completar os cenários, combinando muito bem com a ‘zone’ onde você se encontrava. Neste ponto, destaque para as músicas das zones de Metropolis , e Emerald Hill..além da musica tema do Super Sonic.
No quesito jogabilidade, (diferente dos jogos mais atuais do Sonic) os controles obedeciam bem aos comandos não causando muita dor de cabeça.
Muitos consideram o Sonic 3, como o melhor jogo do ouriço… eu discordo! para mim, Sonic 2 reina absoluto.

Notícia do MacGarem, do blog Clarim Diário. Para mais notícias de quadrinhos e cinema, visite o Clarim Diário.

Categorias
Animê & Mangá

Ajude a Redublagem de Sailor Moon no Brasil

O J-Wave está se unindo ao SOS Sailor Moon, para promover a segunda fase da campanha do retorno das guerreiras da Lua no Brasil.

As séries vão ser relançadas no Brasil e na América Latina, porém como se sabe, o áudio da fase Gota Mágica se perdeu, além da dublagem exibida na Cartoon Network, feita pela BKS que também se perdeu. Assim, o SOS Sailor Moon junto do Luiz Angelotti, responsável por trazer no Brasil, séries como Dragon Ball Z e Cavaleiros do Zodíaco, estão juntos buscando dados com os fãs do animê clássico.

Vamos ao release do SOS Sailor Moon:

“Vamos ao mais importante: as negociações de Sailor Moon no Brasil e em toda a América Latina estão adiantadas. As chances de sermos o primeiro país do continente americano a reexibir a série são grandes. Aguardem um pouco mais, pois logo confirmaremos a emissora que exibirá Sailor Moon em 2011.

A situação é vital. As masters da Gota Mágica e da BKS estão perdidas. A redublagem é uma realidade, 100% confirmada. O estúdio e o elenco ainda não foram escolhidos, mas dessa vez poderemos acompanhar tudo de pertinho. A equipe do SOSSMP vai cuidar para que não tenhamos nenhuma surpresa desagradável. Vamos fazer o possível e o impossível para que Sailor Moon receba uma nova dublagem com qualidade.

O primeiro passo é sabermos a opinião de vocês. Então estamos lançando a 2ª Fase da Campanha “Queremos Sailor Moon”. As questões se baseiam na dublagem da primeira temporada, que será o ponto de partida para a nova exibição. Abriremos enquetes separadas para todas as fases, fiquem ligados!

A pesquisa vai ser entregue pessoalmente ao Sr. Luiz Angelotti, que novamente representa Sailor Moon no Brasil. Não temos muito tempo, precisamos que o maior número de pessoas responda à pesquisa. Então divulguem, se envolvam, façam a sua parte. Contamos com a ajuda de todos! Afinal… Juntos somos mais fortes!”


Responda a enquete e nos ajude a trazer Sailor Moon da melhor maneira possível para o mercado brasileiro.

Estamos bolando outros projetos com SOS Sailor Moon, para maior divulgação dessa campanha entre os fãs de animê aqui no Brasil. Ajude esse retorno!

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Hana Yori Dango 2

Hana yori dango é um dos doramas mais conhecidos pelo público que curte shoujo aqui no Brasil. Estamos voltando a falar desse maravilhoso universo.

Tudo maior…

Desde o primeiro minuto, sabemos que a série evoluiu em todos os pontos. Com o sucesso da primeira temporada, vemos uma série muito mais rica visualmente, como também uma trilha sonora ainda melhor, isso sem mencionar que o primeiro episódio é um especial de 2 horas rodados em Nova York.

Entre as mudanças na série, veio na trilha musical com a substituição da música Planetarium da Ai Otsuka, por Flavor of live da cantora Utada Hikaru. No lugar da canção “Wish” a banda Arashi fez a canção “Love so sweet” para suceder seu sucesso anterior.

Escolha dos fãs fez a diferença

Outro detalhe que fez diferença, foi que a série Hana yori dango 2 foi criada a partir de uma enquete por parte dos produtores do programa. O público japonês pode escolher as melhores cenas do manga que faltaram na primeira temporada, para serem adicionadas nesta. Isso gerou uma “salada” mista para quem acompanhou o manga e assistiu a segunda temporada.
Dorama parecendo manga

Talvez um dos únicos pontos negativos da segunda temporada foi usar narrativas visuais que transformaram seus personagens extremamente caricatos como nos mangas. Um dos personagens que mais sofreu com isso foi Domyoji Tsukasa que tinha ataques de alegria com reações totalmente nonsense que só caberiam ao manga e não ao live action. Por exemplo, quando Domyoji e Makino destroem um prédio fazendo um buraco num apartamento velho e caindo no apartamento vizinho abaixo. Esses fatores destoaram e muito a série em relação da primeira temporada, não mantendo assim um padrão.
Vamos a história (Spoiler para quem não viu Hana Yori dango 1)

Lembram como acabou a temporada anterior? A série acabou com Makino beijando Domyoji que foi estudar em Nova York, mas ele prometeu voltar. Como continuaria esse romance agora que eles foram separados? Vamos as respostas.

Abrindo o ano de 2007 com um especial de 2 horas, vemos Makino andando no Time Square, aonde não consegue se comunicar em inglês para encontrar o Domyoji que ela não vê há mais de um ano.
Utilizando-se de um sistema de flashback, acabamos voltando no tempo justamente no fim da série em dezembro de 2005. Assim, podendo ver o que realmente aconteceu com Makino nesse período que ficamos longe da personagem. Entre os destaques é a formatura do F4 (sem Domyoji) como também a abertura de um restaurante em homenagem ao F4 no lugar da antiga cantina.

Makino segue sua vida sem Domyoji, sendo convidada num reencontro de amigos de sua antiga escola. Ela encontra grandes amigos do passado, como também se sente realmente bem com eles.
A relação Makino e Domyoji acaba “muchando” com o decorrer do tempo, mas tudo muda quando inesperadamente aparece um aviso do F4 no armário da Makino, enviado supostamente pelo próprio Domyoji. A vida da Makino vira um inferno de novo com esse estranho aviso. Desmascarando aquele que ousou imitar Domyoji, Makino consegue desfazer o mal entendido, mas ainda não compreendendo o porque Domyoji não conversar mais com ela.
No fim de 2006, o pai de Makino ganha uma passagem para Nova York que não se fazendo de rogado, entrega à filha para encontrar o seu grande amor do outro lado do mundo.

Em Nova York, acabam roubando todas as coisas de Makino, além disso, ela arranja problemas com um grupo de bandidos. Eles ameaçam a bater nela com uma bola de basquete, faz Makino gritar por socorro por Domyoji. Ela é surpreendida pelo galã Rui que a salva do bando, como também a levando para jantar. Acabamos descobrindo que Rui nunca desistiu do amor da Makino, apenas preferiu respeitar a decisão dela em ficar com o Domyoji ao invés dele.
Encontrando finalmente Domyoji, Makino descobre que ele mudou e não a ama mais. Sendo líder de um grupo de garotos americanos que também agem como guarda costas dele. Com muito custo, Makino acaba conseguindo uma conversar a sós com ele, mas ela apenas confirma o que ela realmente já sabia, tudo havia acabado entre eles.

Rui consegue para ela, tudo que a roubaram quando ela chegou na cidade, assim conseqüentemente ambos retornam ao Japão.
De volta ao lar, Makino recebe um convite do aniversário do Domyoji, enviado pela mãe do próprio. Como nós sabemos, Kaede Tsukasa foi uma verdadeira víbora na primeira temporada. O que ela estaria aprontando? A resposta viria na noite do jantar, aonde Domyoji retorna ao Japão por curto período, sendo anunciado o noivado dele com a também milionária Shigeru Okawahara. Além disso, para pisar ainda mais na Makino, a mãe de Domyoji, propõe um duelo musical entre Makino e Shigeru, fazendo seus típicos planos para afastar de vez Makino de seu filho. Assim acaba o episódio especial de 2 horas que dá inicio a segunda temporada.
Um quadrado amoroso?

A série ganha reforço com a personagem Shigeru, carismática, ela quer se tornar a melhor amiga de Makino, assim conhecendo mais o Domyoji. Rui percebendo que Makino não está mais namorando Domyoji, também começa investir nela, após se distanciar da Shizuka Toudo. Está dada a largada para o quadrado amoroso, aonde Shigeru tenta fazer Domyoji esquecer Makino, enquanto Rui fazer o mesmo com Makino.

Vale lembrar que não conseguimos sentir raiva da Shigeru, a personagem cativa o público em querer ser a melhor amiga da Makino. Suas intenções são verdadeiras e mesmo encontrando muitas vezes Makino e Domyoji em situações embaraçosas, Shigeru faz de conta que não sabe de nada. O verdadeiro mal da Shigeru só começa a aparecer quando ela percebe que está perdendo a guerra para Makino, e olha chegamos a ver isso quase perto do fim da série.
Dia dos namorados

A série abre destaque para se aprofundar personagens secundários, assim vemos algumas pontas soltas da última temporada, como o romance entre a Yuuki Matsuoka e Soujiro Nishikado, respectivamente a melhor amiga de Makino com um dos F4. Esse romance ganha até um triângulo amoroso, com a entrada de um antigo amor de Soujiro.
Nishida

Um dos destaques da série, que também é a um aprofundamento do que foi explorado na temporada anterior. Aqui vemos um pouco mais da relação do “serviçal” Nishida com a família Tsukasa e a Makino. Tendo as funções de mordomo e motorista da mãe de Domyoji, a Kaede Tsukasa, ele sempre torceu para seu “patrãozinho” ficar com a Makino.

É ele que vai sempre vai avisar um ao outro, quando algo de importância acontecer com um deles. Por exemplo, quando Makino desmaia por trabalhar demais, é o Nishida que avisa Domyoji em plena festa de oficialização de noivado com a Shigeru. Faendo ele correr desesperado para hospital, largando o noivado.
Segredos

Makino acaba descobrindo que a verdadeira razão do Domyoji ter se afastado dela, foi um comentário infeliz que ele fez para mídia americana que levou o grupo de sua família ir a quase falência.
Kaede tentando reestruturar a empresa, faz um pronunciamento que avisa a demissão em massa. Um dos melhores amigos do Domyoji, o Ken Uchida, se suicida, após a demissão dada pela empresa. Não conseguindo encarar isso de frente, Domyoji se afasta e tenta reverter isso, por isso seu afastamento com a Makino, logo no começo da série.

Enquanto isso, uma das maneiras encontradas por Kaede foi o casamento dele com a Shigeru, herdeira de um grande grupo internacional de petrolifico, assim gerando uma fusão das duas empresas.

Só que isso tudo muda completamente nos últimos capítulos, Domyoji encontra um cara igual ao Ken nas ruas em Tóquio. Correndo atrás dele, Domyoji acaba descobrindo todo segredo de sua mãe. Todo trauma foi um plano ambicioso preparado pela própria Kaede para seu filho. Ameaçando Ken, Kaede oferece um emprego bem longe de seu filho, mas para isso, ele teria que fazer tudo que ela mandar. Sua ordem? Simular sua própria morte na frente de Domyoji o traumatizando para o resto da vida. Assim, Ken simula estar pobre por ter sido demitido da empresa e como mendigo, ele se jogar do alto de um prédio, fazendo Domyoji não se perdoar.
Antes do fim

Quando estamos realmente confiantes que o seriado caminharia para seu final, acontece um acidente na vila de pescadores que os pais da Makino agora estão morando e trabalhando. Domyoji cai tentando salvar Sussumu, irmão de Makino, e perde toda a memória referente a ela.
Acordando num hospital, Domyoji não reconhece Makino, perguntando se ela era namorada do Rui. A tratando mal e não a respeitando nem um pouco, Domyoji parece ser o mesmo personagem da primeira temporada, logo começo da série.
Makino mesmo assim, vai diariamente para o hospital e nem imagina que irá ganhar uma rival por lá, a Umi Nakashima. A garota que faz amizade com todos no hospital, na verdade é uma víbora e faz de tudo para Domyoji se apaixonar por ela esquecendo de vez a Makino.
Será que Makino conseguira superar mais esse obstáculo em sua vida?
Músicas

Como foi comentado antes, as músicas de Hana Yori Dango 2 conseguiram ser superior a trilha sonora da temporada anterior. E isso repercutiu-se nas vendas também, ambos os singles conseguiram a colocação de 1º lugar da Oricon.

Flavor of life, além de obter o primeiro lugar da Oricon, conseguiu ser durante meses o single mais baixado do Itunes japonês. O top 5 do Itunes japonês, permaneceu inalterado por meses, sendo merecidamente para a cantora Utada Hikaru.

No caso da banda Arashi, a exposição do grupo nessa época se devia a dois motivos. O primeiro foi logicamente o Matsumoto Jun em reprisar o papel de Domyoji em Hanadan 2, mas o segundo foi a divulgação do filme Cartas de Iwo Jima, aonde o membro da banda,
Kazunari Ninomiya participou dessa fantástica produção.
Flavor of life – Makino e Utada Hikaru. Coicidência?

A música tema do casal Makino e Domyoji foi um grande sucesso durante o primeiro trimestre do ano. Tendo em sua letra, uma conotação perfeita para a separação de ambos, acabou na mesma época em que a Utada Hikaru anunciou sua separação com o diretor Kazuaki Kiriya. Alegando falta de comunicação, Kazuaki pediu para os fãs continuarem apoiando a ela.

Coicidência ou não, a música cabe perfeitamente a situação pessoal da Utada naquele momento, levando a crer que a música talvez seja baseada em sua vida pessoal e não apenas para os personagens de Hana Yori Dango 2.

Categorias
Pesquisas e Top

Top 10 Celebridades que você está cansado de ver na TV

O site Kawaii Joyuu publicou mais uma enquete realizada no Japão, e dessa vez vem polêmica à vista. A pesquisa dessa vez, foi sobre celebridades que você está cansado de ver em comerciais na televisão japonesa.

Já disse aqui uma vez, que no Japão, a publicidade utiliza muito da imagem da celebridade. Inclusive campanhas governamentais como a substituição da televisão analógica pela digital que o cantor e ator Tsuyoshi Kusanagi, do grupo Smap, é o garoto propaganda.

Esse conceito da publicidade japonesa é uma derivação de como eles vêem o artista, e como o artista assume diversas funções, recebendo por o nome de “aidoru” do inglês Idol.

Agora, logicamente que alguns artistas acabam extrapolando esse limite, se tornando garoto propaganda de diferentes marcas. Bom, os japoneses não perdoam, assim vamos logo a lista de celebridades que já cansaram de aparecer na televisão.

Comecemos com Matsushima Nanako, a professora Azusa de GTO. Fez a polêmica professora que se apaixona por um aluno em Majo no Jouken. Hoje, ela figura como uma das atrizes mais bem pagas da televisão japonesa. A atriz fez participações especiais em Hana Yori Dango 1 e 2, como irmã do Tsukasa.

Outra figura que aparece na lista é a atleta sul coreana Kim Yu-Na que parece ter cansado o público.

Aya Ueno que sempre aparece na televisão, já chegou a dividir comercial com o astro Jackie Chan, também está entre as rejeitadas pelo público nipônico.

Kamenashi Kazuya, do grupo Kat-Tun, também cansou o público. E sejamos francos, ele está em todas, fez comercial de Dance Dance Revolution, divindo espaço com ninguem menos com o Mario Bros, mascote da Nintendo. Recentemente, ele também foi o garoto propaganda do karaokê Joysound que ganhou versão pra cantar em casa nos consoles Wii. Kazuya também está presente nas campanhas da DoCoMo mostrando as novas tecnologias desenvolvidas pela companhia.

Horikita Maki que fez séries como Hanakimi,realmente começou a estampar diversas campanhas no Japão. Cheguei a ver outdoor dela em Tokyo, fazendo propaganda para uma companhia telefônica.

Fukada Kyoko, linda como sempre, que sempre será lembrada como a mulher montanha em Yama Onna Kabe Onna, também está na lista de rejeitadas. Nesse caso, são inveja das montanhas dela, isso sim. (Mentira)

Irônico é na lista aparecer artistas coreanos, parece que os japoneses se cansaram desse lance de ver campanhas com artistas vindos da Coreia. Isso foi um recado para BoA, Tohoshinki, Big Bang e muitos outros. Cuidado.

Querem saber quem é a rejeitada número 1? Pois bem, é a Chiharu Niiyama. Quem é ela? Acredite se quiser, ela fez a Deka Gold, Marie, na série Tokusou Sentai Dekaranger (adaptado no ocidente como Power Rangers SPD).Ela também já atuou no dorama Ringu Saishusho, que é derivado do j-horror Ringu (conhecido por aqui como O Chamado).

01 – Niiyama Chiharu


02 – Qualquer artista coreano

03 – Ueto Aya


04 – Fukada Kyoko


05 – Horikita Maki

06 – Ando Miki


07 – Kamenashi Kazuya


08 – Tsuji Nozomi

09 – Kim Yu-Na

10 – Matsushima Nanako