Categorias
Séries & TV

Gokaiger: Tributos a Dairanger e Go-onger na série


A série Kaizoku Sentai Gokaiger nas próximas semanas terá homenagens a Abaranger e a Ohranger, mas já se fala da sinopse dos episódios do próximo mês, quando Gokaiger ira homenagear a série Dairanger e Go-Onger.

Nos próximos episódios da série, o grupo ganhará uma nova arma, além disso, eles também terão uma nova forma do GokaiOh com poder supremo de Go-onger.

Episódio 32: Um dos plots desse capítulo será a nova criação do Don, a arma Gokai GalleonBuster. Essa arma lembra a união de armas dos antigos Super Sentais.

 

Episódio 33: Tributo a Dairanger. O personagem Ryou Tenkasei (Keiichi Wada), o Ryuuranger irá aparecer na série. Lembrando que o personagem já apareceu no filme Gokaiger – Goseiger – Super Sentai: 199 Great Hero Battle cedendo os poderes supremos de Dairanger aos Gokaiger.

Episódio 34: Episódio focado na Luka.

Episódio 35: Tributo a Go-Onger (possivelmente seja um episódio duplo). O Sosuke / Go-OnRed aparece, e a Engine MachFalcon aparece. (E este será dublado por Hirata Hiroaki também conhecido por fazer a voz de Sanji em One Piece).

Fonte: JeFusion

Categorias
Séries & TV

Gokaiger: Por que Basco traiu os Gokaiger?


Quando o pirata Basco entrou na série, o personagem deu um novo fôlego a Gokaiger. Trazendo não só a tona o passado do protagonista Marvelous, como também revelando que os dois trabalhavam pro Aka Red recolhendo as Rangers Keys pelo espaço.

A série que termina em janeiro do ano que vem, começam a surgir rumores sobre alguns segredos do Basco e a conclusão da série.

Alguns boatos:

– A traição de Basco era esperada e planejada pelo Aka Red. Ele deu uma missão ao Basco que para ele cumprir perfeitamente, o próprio teria que trair os Piratas vermelhos.
– Aka Red e Navi ainda estão em segredo. Basco deverá se juntar ao Gokaiger em algum momento da série.
– O personagem Gai poderá morrer no final da série.

Kaizoku Sentai Gokaiger é exibido todo domingo às 07:30 da manhã na TV Asahi.

Fonte: JeFusion

Categorias
Séries & TV

Gokaiger: Basco teria poderes de Changeman, Flashman e Maskman?

Rumores sobre Gokaiger acabam rolando a todo momento, mas um desses rumores seria um balde de água fria para os fãs brasileiros de Super Sentai. O pirata espacial Basco teria roubado os poderes supremos de Changeman, Flashman e Maskman, enquanto esteve fora da série Gokaiger (desde o episódio 23).

O poder supremo dos Super Sentais é a “aprovação” da equipe do Gokaiger usar seus poderes ao máximo. Descobrimos no meio da série que Basco tem uma arma que pode extrair o poder supremo dos Super Sentais.

Verdade ou mentira, o episódio 30 irá revelar se Basco tem ou não tais poderes.

Fonte: JeFusion

Agradecimentos ao Felipe Nasca

Categorias
Artigos

Kaizoku Sentai Goukaiger: Primeiras Impressões

Conforme o JWave já havia informado antes o Sentai de 2011,Kaizoku Sentai Goukaiger(Esquadrão Pirata Goukaiger), teria a habilidade de invocar os poderes de Super Sentais anteriores. Pois hoje foi a estréia lá no Japão e briguei com minha internet para conseguir assistir ao episódio ao vivo e posso dizer que gostei do que vi.

O episódio começa mostrando um batalhão de sentais lutando contra inimigos. Quando as coisas ficam difíceis os heróis lançam suas energias para vencer e desaparecem. O tempo avança para o Navio Espacial dos Goukaiger(aqui vale um adendo que esse Navio voador me lembrou bastante o ótimo RPG Skies Of Arcadia) chegando à Terra. Ao que parece as energias dos Sentais antigos se tornaram uma espécie de chave que permite aos Goukaiger “emularem” por alguns momentos seus antecessores.

Aliás esse era o ponto que eu mais estava curioso para ver. Pelo jeito não serão mesmo os heróis antigos que aparecerão na série e nem visitas aos “mundos” dos sentais anteriores como no caso de Kamen Rider Decade. Neste 1º episódio os Goukaigers usaram os poderes de Goranger (nada como usar os primeiros Sentais como primeira invocação ),Shinkenger e Magiranger.

Espero que no próximos episódios explorem melhor cada transformação já que as três desse primeiro episódio se resumiram a fazerem um ataque de cada grupo e acabou.Mesmo assim foi legal ver os Sentais do passado(ansioso pela aparição de Changeman e Flashman,).

Ah as músicas de abertura e encerramento são ótimas também. Destaque para o encerramento que homenageia os sentais anteriores.Provavelmente serão alguns diferentes para que todas as séries possam ser mostradas já que neste primeiro mostram até Liveman.

Pelo pouco que deu pra ver dos cinco personagens principais,eles tem tudo pra agradarem.(eu particularmente já me apaixonei pela GoukaiPink) só achei aquela postura deles de “Somos piratas! Só os salvamos porque queríamos o tesouro” meio clichê. E quer um clichê maior do o tal do Nabi? Um robô em forma de papagaio como ajudante de Piratas?Beeeem original XD.

Claro que não dá pra dizer se uma série vai ser boa ou ruim por apenas um episódio mas Goukaiger tem potencial para ser épico. Basta saber desenvolver os personagens e incrementar as transformações.

Kaizoku Sentai Goukaiger vai ao ar todo Domingo às 7:30 da Manhã na TV Asahi. Se alguém tiver internet boa e se arriscar a assistir ao vivo aqui no Brasi,l com o horário de Verão a exibição é aos Sábados às 20:30.

Abaixo a abertura e encerramento:

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Samurai Sentai Shinkenger – Unidos pela Nação

Cinco jovens guerreiros samurais que defendem a Terra contra demônios ancestrais. Esta é a premissa de Samurai Sentai Shinkenger, a mais recente produção da linhagem dos Super Sentai, que está se despedindo das telinhas japonesas para ceder espaço ao sentai deste ano, Tensou Sentai Goseiger (cujo preview vocês já viram por aqui), que estréia no próximo dia 14.
E, para celebrarmos a despedida dos samurais, nada mais justo do que uma matéria totalmente dedicada a eles. Confiram a seguir. Appare!

Samurai Sentai Shinkenger (Esquadrão Samurai Shinkenger) é a 33ª produção do gênero Super Sentai, e terá seu último episódio exibido pela TV Asahi no próximo dia 7. Até agora, já foram exibidos 48 episódios, e há, ainda, o crossover com seu antecessor Go-Onger, recém-anunciado e já em cartaz nos cinemas japoneses. Shinkenger inovou em alguns aspectos. A começar pelo tema – samurais – jamais explorado pelo universo dos sentai. Assim sendo, incorporou muito do folclore japonês, e da própria tradição dos samurais, figuras tão marcantes do Japão. O visual dos personagens é bastante elaborado (e até um pouco exagerado às vezes) e os efeitos são bem caprichados. E, seguindo a tradição do gênero, possui personagens carismáticos e marcantes. Enfim, mais uma ótima série, que está saindo de cena e escrevendo seu nome na história do gênero.

A HISTÓRIA

Um pequeno grupo de Gedoushuus, seres demoníacos confinados há centenas de anos pelos membros do clã Shiba nas profundezas do rio Sanzu, sai de uma fenda e ataca uma criança. Rapidamente, Takeru, o 18º líder do clã, intervém, transformando-se em Shinken Red e destruindo os inimigos. O guardião do clã Shiba, Hikoma Kusakabe, alerta Takeru sobre o despertar dos Gedoushuu, e o orienta a reunir todos os outros Shinkengers para enfrentá-los. No entanto, o jovem líder dos Shiba ainda acha que pode resolver tudo sozinho.

No rio Sanzu, os líderes dos Gedoushuu finalmente despertam, e se reúnem diante do explosivo Doukoku Chimatsuri, o líder máximo. Ele acredita ter dizimado todo o clã Shiba, e se enfurece quando descobre que um membro do clã ainda está vivo. Resolve, então, enviar um grupo ainda maior de soldados à Terra, para causar pânico e destruição.
Quanto mais desordem os Gedoushuu provocarem na Terra, maior é a possibilidade das águas do rio Sanzu transbordarem e, assim, inundarem o mundo dos humanos, para que os demônios naveguem livremente por ele, e possam dominar o mundo.

Kusakabe toma conhecimento do ataque massivo dos Gedoushuu. Imediatamente, resolve convocar os outros samurais, meio contra a vontade de Takeru. Os outros quatro Shinkengers recebem o chamado, e rapidamente vão ao encontro de Takeru. São eles: Ryunosuke, um jovem ator de kabuki, cuja família têm servido aos Shiba durante muitos anos; Mako, uma bela jovem professora de uma creche; Chiaki, um estudante colegial de temperamento impulsivo; e Kotoha, uma garota esforçada que ajuda a irmã com artesanato em bambu. De início, todos se confundem, por não saber quem é seu lorde que os conduzirá na batalha. Até que Takeru aparece diante deles, e os alerta de que a batalha contra os Gedoushuu não será fácil. E então, o jovem lorde exige uma decisão firme dos outros quatro samurais, pois, se eles não derrotarem os Gedoushuu, certamente morrerão em combate. Sem pestanejar, eles aceitam entrar na batalha, e então, Takeru dá a eles os Shodophones, os dispositivos de transformação dos Shinkengers.
Assim, nasce o Esquadrão Samurai, que lutará contra os demoníacos Gedoushuu e defenderá o mundo dos homens a qualquer custo!

Ao longo da série, um jovem amigo de infância de Takeru se junta ao grupo e passa a ajudar os Shinkengers. Ele é Genta Umemori, o Shinken Gold.

PERSONAGENS

Takeru Shiba/Shinken Red: é o 18º líder do clã Shiba, e líder dos Shinkengers. Foi criado por Hikoma Kusakabe desde a infância, e este reforça-lhe de sua responsabilidade de herdeiro do clã sempre que pode. De início, parece ser arrogante e orgulhoso, mas aos poucos, demonstra ter um bom coração. É corajoso em batalha, e muitas vezes encara as situações com frieza, o que costuma deixar seus vassalos espantados. Controla o elemento do fogo.


Ryunosuke Ikenami/Shinken Blue: herdeiro da família Ikenami, que serve aos Shiba há vários séculos. Em função disso, leva a sério sua obrigação como samurai, e é o mais fiel dos vassalos de Takeru. Como seu pai, é um ator de teatro Kabuki, e sonha um dia se consolidar na carreira. Por ser fiel a seu lorde, costuma entrar em atrito com Chiaki, que não leva tão a sério sua missão como samurai. Domina o elemento da água.

Mako Shiraishi/Shinken Pink: É a guerreira do céu. Linda, graciosa e madura, é a figura materna da equipe. Gosta muito de crianças, tanto é que, antes de se tornar uma Shinkenger, trabalhava em uma creche. Não aproveitou muito bem a infância, por ter sido criada para ser samurai desde então. Procura sempre ajudar e aconselhar os companheiros sempre que pode. Sonha em se casar e se tornar uma boa esposa, e não mede esforços para isso. Será que ela consegue?!

Chiaki Tani/Shinken Green: O samurai da floresta. É impulsivo, temperamental e indisciplinado. Recusa-se a aceitar sua condição de samurai e de vassalo dos Chiba, o que chega a irritar os seus companheiros, especialmente Ryunosuke. Perdeu a mãe muito cedo, e foi criado apenas por seu pai. É o menos habilidoso do grupo, por ter largado seu treinamento no meio. Mas, apesar de seus defeitos, é honesto, e sempre se dispõe a ajudar.


Kotoha Hanaori/Shinken Yellow:
A guerreira que domina o elemento da terra. Trabalhava com a irmã mais velha como artesã, e assumiu seu lugar quando ela adoeceu. É bastante dedicada e esforçada, mas possui uma auto-estima muito baixa, e sempre se acha um incômodo para seus companheiros. Apesar disso, é habilidosa, e não mede esforços para cumprir suas funções em batalha.

Hikoma Kusakabe: é o mentor dos Shinkengers, e também o tutor de Takeru. Foi ele quem convocou os samurais, quando descobriu sobre o ressurgimento dos Gedoushuu, enviando quatro mensagens presas em flechas. Foi apelidado de “Jii” (que significa “velho”, “tio” ou mesmo “samurai”) pelo grupo.

Kuroko: são servos do clã Shiba, que nunca mostram o rosto e sempre se vestem de preto. Realizam diversos tipos de tarefas, não apenas ao redor da base dos Shinkengers, como também juntamente com os próprios.

Doukoku Chimatsuri: O líder máximo dos Gedoushuu. Possui um temperamento explosivo e bastante raivoso. Constantemente é visto enfurecido, na maioria das vezes sem razão aparente, o que o leva a ser cruel até mesmo com seus companheiros. As únicas coisas que o acalmam são o saquê e a música de Taiyuu. Lutou contra os antigos Shinkengers, e foi selado por um ancestral de Takeru. Mas o selo não possuía tanta força por estar incompleto, o que o possibilitou voltar à ativa.

Taiyuu Usukawa: É o braço-direito de Doukoku, e é a única por quem ele demonstra algum tipo de afeição. No passado, era um ser humano, mas transformou-se em demônio por ter sua alma corrompida. Gosta de coisas belas. É sempre vista tocando shamisen (um instrumento tradicional japonês de cordas), e sua música é uma das poucas coisas que acalma a ira de Doukoku.

Hone no Shitari: Um demônio ancião de aparência estranha, com a cabeça parecida com a de uma lula. É o estrategista dos Gedoushuu, e esperou ansiosamente pelo despertar de Doukoku. Enxerga a humanidade como mero objeto de pesquisa, e sempre procura meios de fazer com que o rio Sanzu transborde, para assim realizar as ambições de Doukoku. Roubou textos do clã Shiba para poder aprender sobre o selo que prendia Doukoku, e assim poder libertá-lo.

CURIOSIDADES

– Shinkenger é a primeira série Super Sentai que não teve uma versão americana produzida, graças ao fim da “era Power Rangers”. Após a produção de Power Rangers RPM (adaptação de Go-Onger), a Disney resolveu cancelar a série, devido aos altos custos das filmagens. Para compensar, o estúdio resolveu remasterizar as primeiras temporadas e relançá-las.

– No decorrer dos episódios da série, uma mulher assume a liderança do grupo, e acaba se tornando a primeira líder vermelha da história dos Super Sentai.

– Os Shinkengers também fizeram uma participação especial nos episódios 24 e 25 de Kamen Rider Decade. Foi a primeira vez que um Sentai e um Kamen Rider apareceram lado a lado em uma série de TV.

FICHA TÉCNICA:

Samurai Sentai Shinkenger/Esquadrão Samurai Shinkenger
Produção: TV Asahi/Toei Company
Exibido: a partir de 15/01/2009/ainda em exibição – último episódio irá ao ar no próximo dia 7
Total de episódios: 49 (contando o episódio que irá ao ar no dia 7 – mais o movie Shinkenger vs. Go-Onger, cujo preview vocês viram aqui)

Elenco:

Takeru Shiba/Shinken Red: Tori Matsuzaka Ryunosuke Ikenami/Shinken Blue: Hiroki Aiba
Mako Shiraishi/Shinken Pink: Rin Takanashi
Chiaki Tani/Shinken Green: Shogo Suzuki
Kotoha Hanaori/Shinken Yellow: Suzuka Morita
Genta Umemori/Shinken Gold: Keisuke Sohma
Hikoma Kusakabe: Goro Ibuki
Doukoku Chimatsuri (voz): Rintaro Nishi
Taiyuu Usukawa (voz): Romi Park
Hone no Shitari (voz): Chou
Narrador: Hironori Miwata
Dublês: JAC (Japan Action Club)

É isso, galera. Uma excelente série que sai de cena… e com certeza vai deixar saudade, não só para os fãs de Super Sentai, como para os fãs de toku em geral.
E que venha Goseiger!

Por enquanto é só. Até o próximo post! o/

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Hyakujuu Sentai Gaoranger – O rugido das cem feras

Gaooooo!!! Tobikakare… Gaooooo!!! Kuraitsuke… Gao! Sakebe! Gao! Taose! GAO! GAO! GAAAAAAAAAAAAA…

Calma, gente! Este colunista não enlouqueceu (ainda! xD), e nem está no Porque Sim (o Juba lembra bem dessa época… xP) Este é só o início da música de abertura de Hyakujuu Sentai Gaoranger, tema da nossa matéria de hoje. Então, sem mais delongas… vamos lá!


Hyakujuu Sentai Gaoranger (Esquadrão das Cem Feras Gaoranger) foi a 25ª produção da linhagem das séries Super Sentai, e sucedeu Timeranger, que vocês viram na minha matéria anterior. Foi produzido e exibido na TV Asahi entre 2001 e 2002, e rendeu, ao todo, 51 episódios e dois filmes: Gaoranger – The Movie: Hi no Yama, Hoeru! (O Rugido da Montanha de Fogo) e o crossover Gaoranger vs. Super Sentai, que comemora os 25 anos do gênero, onde os Gaorangers encontram heróis de outras gerações. Há ainda, no ano seguinte, um encontro deles com os seus sucessores, o Esquadrão dos Ninjas do Vento Hurricanger.


Gaoranger mistura momentos engraçados e tensos, mas sempre na medida certa. Possui um enredo de fantasia, mas com um fundo ecológico, fazendo menções à natureza e até mesmo a Gaia, deusa da terra (simbolizada pela sacerdotisa Tetomu). Mesmo os monstros são criados a partir de objetos descartados, o que inclusive gera algumas criaturas bizarras e pitorescas, desde monstros vestidos de noiva até óculos, ônibus e um aparelho de karaokê (!!!). Enfim, Gaoranger é uma série bastante divertida e interessante. Vale a pena conferir.



A HISTÓRIA


Uma noite tranqüila na cidade de Tokyo. Até que, de repente, dois monstros aparecem e começam a atacar. Imediatamente, os Gaorangers – ainda sem o quinto integrante – intervém e lutam contra as criaturas. Próximo dali, ocorre um desfile em um parque de diversões. O impacto da luta é tão forte que acaba assustando um elefante que participava desse desfile, e o deixa fora de controle. Ele vai pra cima dos espectadores.

Mas, antes que uma tragédia acontecesse, aparece um jovem veterinário, Kakeru. Para a surpresa de todos, ele consegue acalmar os ânimos do elefante com facilidade.

De dentro da Gao’s Rock (a base de operações dos Gaorangers), a sacerdotisa Tetomu, líder dos guerreiros, assiste à cena através da Fonte da Vida, e imediatamente, a intuição lhe vem à mente: o quinto Gaoranger finalmente apareceu.


Seguindo as orientações de Tetomu, os quatro Gaorangers – Gaku, Kai, Sotaro e Sae – vão de encontro a Kakeru. Sem muitas palavras, eles o pegam e resolvem colocá-lo à prova. Deixam-o no Animarium – uma gigantesca ilha flutuante em forma de tartaruga, lar dos Power Animals, gigantescos animais protetores dos Gaorangers – e o lançam à própria sorte.

A princípio, Kakeru não entende bem o que se passa por ali… até que se depara com o Gao Lion (o leão), e recebe dele a Gao no Hoju – uma esfera de cristal com a qual os Gaorangers invocam os Power Animals. De fato, a intuição de Tetomu estava certa: Kakeru era a pessoa que ela estava procurando para completar o grupo.


Imediatamente, Tetomu traz Kakeru para a Gao’s Rock, e apresenta a ele seus companheiros. E ressalta: daquele dia em diante, ele será um Gaoranger. E sua missão será, juntamente com os outros quatro, defender a Terra da ameaça dos Org – seres demoníacos que agem com o intuito de destruir toda a vida do planeta. Kakeru recebe de Tetomu um dispositivo de transformação, o G-Phone, com o qual também pode se comunicar com seus companheiros. De imediato, os Org voltam a atacar, e os Gaorangers, agora completos, partem para a batalha. Chega a hora do Esquadrão das Cem Feras rugir em defesa da vida na Terra!


Durante a série, surge ainda um lobo solitário que se une ao grupo e se torna o sexto membro da equipe: é Tsukumaru Oogami, o Gao Silver.





PERSONAGENS:





Kakeru Shishi/Gao Red: O Leão Flamejante (Shakunetsu no Shishi). Trabalha como veterinário, e tem a capacidade de entender os animais e de se comunicar com eles, através de uma espécie de telepatia. Tentou fazer o mesmo com os Org, mas sem sucesso, e acabou descobrindo que eles não possuíam alma. Determinado a proteger toda a vida na Terra. Seus Power Animals são o Gao Lion, o Gao Gorila, o Gao Kong e o Gao Falcon.





Gaku Washio/Gao Yellow: A Águia Nobre (Kokou no Arawashi). Foi o primeiro dos guerreiros a ser escolhido por Tetomu. Antes disso, era piloto da Força Aérea, e foi considerado desaparecido em ação. De início, não aceitou bem a escolha de Kakeru como líder, mas aos poucos foi se acostumando com a idéia, e se tornou muito próximo a ele. Insiste em orientar os guerreiros a se tratarem pelas cores ao invés dos nomes, para que os Org não descubram suas reais identidades. Seus animais são o Gao Eagle, o Gao Bear e o Gao Polar.





Kai Samezu/Gao Blue: O Tubarão Enfurecido (Dotou no Same). Um jovem entregador de pizza (traz uma de mussarela pra mim! xD). Tem muita energia e um temperamento impulsivo. Detesta ser tratado como criança, apesar das atitudes. Controla o Gao Shark e a Gao Giraffe.





Sotaro Ushigome/Gao Black: O Bisão de Aço (Hagane no Mogyuu). Ex-lutador de sumo, trabalha como assistente em uma floricultura. É o mais forte dos Gaorangers, e possui um temperamento calmo e gentil. Tem um fraco por mulheres. Seus Power Animals são o Gao Bison, o Gao Rhino e o Gao Madillo (de armadillo – tatu).





Sae Taiga/Gao White: A Bela Tigresa (Uruwashi no Byakko). Estudante colegial, é a única mulher do grupo, e também a caçula. Muito inteligente, aprendeu a lutar graças a seu pai, um professor de artes marciais. Se preocupa muito com seus companheiros, especialmente Kakeru, a quem ajuda sempre que possível. Seus Power Animals são o Gao Tiger, o Gao Elephant e o Gao Diaz.





Tetomu: É a sacerdotisa-shaman, mentora dos Gaorangers. Herdou esse posto de sua tataravó, Murasaki. Manteve-se adormecida por milhares de anos, até os Org reaparecerem para atacar nosso mundo. Vive na Gao’s Rock, e, além de poderosa, também é uma excelente cozinheira.





Yabaiba: Um dos Duques Org. Completamente insano, é mestre no manuseio de facas e espadas. Cria uma grande rivalidade com Gao Yellow ao longo da série.


Tse-tsé: A outra Duquesa Org. Mestra em feitiçaria, tem o poder de reviver os monstros Org, e transformá-los em gigantes. Possui um ódio profundo por Gao White, simplesmente porque esta a chamou de “vovó” em determinada ocasião.





Shuten: O primeiro Highness Duke, que assume a liderança dos Org. Possui vários olhos, e é extremamente temperamental. Possui um machado como arma principal.





Ura: O segundo Highness Duke. Afeminado (pra não dizer outra coisa… =P), tem obsessão por colecionar coisas belas. É quem desperta Loki, que vem a se tornar um inimigo feroz para os Gaorangers. Usa um leque como arma.





Rasetsu: O terceiro Highness Duke. Possui várias bocas, e um apetite voraz. Trata os Duques Org como se fossem lixo. Armado com uma faca e um garfo gigantes (!!!).


CURIOSIDADES:

– A atriz Rei Saito (que faz a vilã Tse-tsé) fez o papel da Sailor Plutão nos musicais de Sailor Moon, entre 1995 e 1998.


– Outra que participou de musicais de Sailor Moon foi Takemi, que interpreta a sacerdotisa Tetomu. Em 1998, ela foi a Sailor Galáxia.


– Gaoranger é a série que possui o maior número de mechas de todos os sentais. São, ao todo, 23 Power Animals (levando em conta os que aparecem na série. Há ainda o Gao Panda, que aparece somente em um CD drama), fora as combinações (gattai). Originalmente, seriam 100 (como o próprio título da série sugere), mas não foi possível encaixar todos eles dentro da série. Também, haja episódio pra tanto bicho!


– Gaoranger foi a base da produção de Power Rangers: Força Animal, nos EUA. Este foi o primeiro título da franquia com a assinatura dos estúdios Disney, que haviam adquirido a Saban International, produtora original dos Power Rangers. Em relação ao enredo, pouca coisa mudou em relação ao original, a exemplo do que foi feito em Força do Tempo, adaptação de Timeranger.



FICHA TÉCNICA

Hyakujuu Sentai Gaoranger / Esquadrão das Cem Feras Gaoranger


Produção: TV Asahi/Toei Company


Exibido: de 18/02/2001 a 10/02/2002


Total de Episódios: 51 (+2 movies)


Elenco:


Kakeru Shishi/Gao Red: Noboru Kaneko


Gaku Washio/Gao Yellow: Kei Horie


Kai Samezu/Gao Blue: Takeru Shibaki


Sotaro Ushigome/Gao Black: Kazuyoshi Sakai


Sae Taiga/Gao White: Mio Takeuchi


Tsukumaru Oogami/Gao Silver: Tetsuji Tamayama


Tetomu/Murasaki: Takemi


Tse-tsé: Rei Saito


Yabaiba (voz): Koichi Sakaguchi


Loki (voz): Eiji Takemoto


Shuten (voz): Tetsu Inada


Ura (voz): Tamotsu Nishiwaki


Rasetsu (voz, Boca superior): Hiromi Nishikawa


Rasetsu (voz, Boca Inferior): Hidekatsu Shibata


Narrador: Hiroshi Masuoka


Dublês: JAC (Japan Action Club)



Fontes: Wikipedia, Supersentai.com



E, com isto, encerro esta matéria sobre Gaoranger, que é uma das minhas produções favoritas do gênero Super Sentai. Espero que todos tenham curtido! 😉

E aguardem mais postagens em breve…


Até a próxima! Yaruki manman daze!!!



(Agradecimentos a Silas Ferreira “Aniki”, que colaborou com esta matéria)

Categorias
Artigos

Tensou Sentai Goseiger – segundo preview

Mais uma rapidinha do Sheider aqui pra vocês, galera… Saiu o segundo preview da série Tensou Sentai Goseiger, o Super Sentai de 2010!
Confiram a seguir:

A série estreará na TV Asahi no dia 14 de Fevereiro. Sem dúvida, promete!

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Mirai Sentai Timeranger – Além do tempo e do espaço…

Saudações, amigos! Eu sou o Daniel “Sheider”, e hoje estou estreando minha coluna aqui no J-Wave. E, para começar, vamos falar um pouco de tokusatsu… Preparei uma matéria especial sobre Mirai Sentai Timeranger, o super sentai do ano 2000, com tudo sobre a série. Espero que todos curtam!

“Vá além do tempo e do espaço”… Assim começa o tema de abertura de Mirai Sentai Timeranger (Esquadrão do Futuro Timeranger), a 24ª série da linhagem dos Super Sentai – os “super-esquadrões”, tais como Changeman, Flashman e outros – que existe no Japão desde 1975, e perdura até os dias atuais.

Timeranger foi produzido e exibido na TV entre 2000 e 2001, e apresenta vários elementos interessantes, tendo em vista que a série foi lançada praticamente na virada do milênio. A própria temática futurista da série, baseada em viagem no tempo, é bastante sugestiva para a época. Possui um enredo complexo, personagens carismáticos e cativantes, uma excelente trilha sonora (algumas músicas nem parecem ser de tokusatsu) e efeitos especiais bastante caprichados.

Rendeu, ao todo, 50 episódios, além de um especial de TV (contando a história dos Sentais através de uma viagem no tempo) e dois filmes: Timeranger – The Movie e um crossover com o grupo antecessor, o Esquadrão de Resgate Go Go V.

 

A HISTÓRIA

Tudo começa mil anos à frente, no século 30. Lá, várias raças alienígenas de diversos cantos do universo convivem em harmonia com os humanos, e é possível viajar no tempo, para várias épocas. Aqueles que cometem delitos são congelados e colocados em compressão fria, e ficam ali por um determinado tempo. Um destes criminosos, Don Dornero, está prestes a ser enclausurado, quando subitamente recebe a ajuda de Gien, um de seus comparsas, e acaba fugindo para o século 20. No seu encalço, vão quatro recrutas do Instituto de Proteção do Tempo: Yuuri, Ayase, Domon e Sion, além do Capitão Ryuuya. Mas, quando chegam ao século 20, os quatro recrutas têm uma surpresa: Ryuuya, na realidade, era Lila, outra capanga de Dornero, disfarçada. Ela ativa o dispositivo de auto-destruição da Máquina do Tempo onde viajaram, prende o quarteto nela e foge. Mas o plano acaba falhando.

É então que os recrutas encontram Tatsuya, um jovem do tempo atual. A princípio, o estranham, por sua semelhança física com Ryuuya. Mas nesse meio tempo, Dornero e seu bando atacam Tokyo. Nisso, entra em cena o simpático robô-coruja Takku, dando ao quarteto os dispositivos de transformação chamados de Chrono Changers. Mas há um problema: eles só funcionam adequadamente com um grupo de cinco pessoas! Diante da situação, Yuuri não vê outra escolha a não ser pedir ajuda a Tatsuya. Ele aceita e recebe o Chrono Changer das mãos de Yuuri. Inicia-se, assim, a guerra entre os Timerangers e a Família Londarz, o grupo criminoso do futuro liderado por Don Dornero.

Mais adiante, um sexto Timeranger se une ao grupo: o revoltado e ambicioso Naoto, que acaba por se tornar o Time Fire.

 

PERSONAGENS:

Tatsuya/ Time Red: O único dos Timerangers que pertence ao século 20. Trata-se de um jovem gentil e humilde. Oriundo de uma família rica, bate de frente com seu pai, um empresário arrogante que só pensa em dinheiro e na reputação da família, e quer sempre controlar o destino do filho. Para camuflar as atividades dos Timerangers, acaba fundando junto com seus amigos uma empresa de fachada, a Tomorrow Research, que presta diversos tipos de serviço. Apaixonado por karatê.

Yuuri/ Time Pink: Uma policial da Divisão Anti-Máfia. Possui um ódio profundo pelos Londarz, em especial Dornero, responsável pela morte de seus pais. Durona, possui um temperamento difícil, mas vai deixando transparecer seus sentimentos ocultos ao longo da série. Trabalha como detetive na Tomorrow Research.

Ayase/ Time Blue: Um ex-piloto de corridas. É calmo, tranqüilo e às vezes melancólico. Esconde um segredo do grupo, e só o revela a Tatsuya. Na Tomorrow Research, trabalha como motorista.

Domon/ Time Yellow: Lutador profissional. Possui grande força física, e é um tanto esquentado, tanto é que costuma bater de frente com Ayase em alguns momentos. Vive dando em cima das garotas, mas nunca obtém sucesso. É instrutor de defesa pessoal na TR.

Sion/ Time Green: O caçula do grupo, um alienígena de cabelos verdes. Expert em máquinas e computadores, chegando inclusive a criar armas para o grupo. Ingênuo e inocente, protagoniza uma cena hilária com Domon em um dos primeiros episódios da série. Técnico em manutenção de computadores na TR.

Takku: É o robô-coruja navegador da Máquina do Tempo. Auxiliar direto dos Timerangers, é quem passa as informações sobre os monstros e solicita ajuda das máquinas do século 30, quando necessário.

Don Dornero: o líder da Família Londarz. Condenado a 100 anos de compressão fria, consegue escapar graças a ajuda de Gien. Inescrupuloso e bonachão. (a aparência dele lembra um pouco o Dino da Família Dinossauros… xD)

Lila: a única mulher do grupo. Extremamente vaidosa e egocêntrica. Adora dinheiro, jóias e roupas caras. Ótima em disfarces.

Gien: Um robô dourado, cientista do grupo. Contribuiu com a fuga de Dornero no século 30. É ele quem escolhe as criaturas que serão usadas em cada plano.

CURIOSIDADES:

– Na vida real, Mika Katsumura (Yuuri) foi casada com o também ator Yusuke Tomoi, o protagonista de Kamen Rider Agito. Eles se divorciaram no ano passado.

– Timeranger é a primeira série sentai na qual o vermelho não é o líder direto, já que Tatsuya não tem tanto conhecimento do que se passa no século 30. Na maioria das vezes, é Yuuri quem assume as rédeas da equipe.

– Os Time Jets – naves de combate dos Timerangers – são capazes de assumir três formas diferentes: Time Robô Alpha (a principal), Time Robô Beta, e ainda o Time Jet Gamma.

– Nos EUA, Timeranger foi usado como base para a produção de Power Rangers: Força do Tempo. A produção americana é praticamente uma cópia da série original, exceto por alguns poucos detalhes, como a introdução de um vilão novo, Ransik, no lugar que seria de Dornero. E, claro, a troca do elenco japonês por atores americanos…

FICHA TÉCNICA:

Mirai Sentai Timeranger/Esquadrão do Futuro Timeranger

Produção: TV Asahi/Toei Company

Exibido: de 13/02/2000 a 11/02/2001

Total de Episódios: 50 (+ 1 especial e 2 movies)

Elenco:

Tatsuya Asami/Time Red – Masaru Nagai

Sion/Time Green – Masahiro Kuranaki

Ayase/Time Blue – Yuji Kido

Domon/Time Yellow – Tomohide Koizumi

Yuuri/Time Pink – Mika Katsumura

Naoto Takizawa/Time Fire – Shinji Kasahara

Robô Navegador Takku (voz) – Yusuke Numata

Don Dornero (voz) – Ryuzaburo Otomo

Lila – Asami Kuro

Gien (voz) – Koji Tobe

Narrador – Hideyuki Hori

Dublês – JAC (Japan Action Club)

Fontes: Wikipedia, Mundo Toku, Supersentai.com

Por enquanto é só, pessoal. Espero que tenham gostado desta minha primeira matéria.
Até a próxima! 😉

(atualizado em 16/01/2010 às 20:53. Agradecimentos a Michel Matsuda)

 

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Patrine – A “nova” rainha dos baixinhos – Parte 1

Tendo um subtítulo sem vergonha, concorrendo o cargo da apresentadora infantil Xuxa, Patrine foi uma série obscura na Rede Manchete no começo dos anos 90. Hoje, considerada cult, principalmente por fãs de Sailor Moon, Patrine ganhou um carinho todo especial pelos fãs brasileiros.
Mais uma cria de Shotaro Ishinomori

O criador dos Kamen rider e dos Super Sentai, Shotaro Ishinomori foi um grande mangaka, que revolucionou o mercado. Tendo sido assistente do deus do manga, Osamu Tezuka, Shotaro Ishinomori hoje figura a lista de grandes mangakas, como Leiji Matsumoto e Go nagai.

Para quem acha que mesmo assim Shotaro é um desconhecido no Brasil, tivemos a exibição de Cyborg 009 na Cartoon Network e Genma Taisen e 009-1 no Animax.
Uma das séries mais lembradas pelos fãs de tokusatsu, com certeza é a série Black Kamen Rider lembrada, por ser uma série mais “dark” em relação as demais exibidas por aqui.

Patrine, que no original se chama Bishoujo Kamen Powatrin (A graciosa mascarada Powatrin) foi uma série criada para o gênero Super Heroine, em 1990. Substituindo Mahou Shojochuka na Ipanema, a série foi um enorme sucesso no Japão, sendo exibida na Tv Asahi.

E assim um dia, você se torna a guardiã da justiça.
Lutarei enquanto existir amor. Até o fim da minha vida. Estrela Fascinante Patrine! – Patrine

Sayuri Murakami é uma garota normal que um dia, rezando em um templo, se encontra com o poderoso Deus Protetor (também conhecido como Kami Sama). Sendo convocada para lutar pela justiça, Deus Protetor tem apenas uma condição, que ela mantenha sua identidade secreta, sobre pena de se transformada num sapo. Vamos lembrar que Deus Protetor, é o deus da cidade e que nas horas vagas é um velho tarado estilo mestre Kame. Deixando Sayuri incumbida de proteger a cidade, ele vai atrás de um descanso em termas na Itália, mas dá pra imaginar que ele não vai só pra isso.

Tornando-se a Estrela Fascinante Patrine, Sayuri se vê num grande dilema, que é ser uma adolescente normal e ao mesmo tempo a heroína de sua cidade. Tudo bem que ser um super herói da cidade seria exaustivo, pra um herói como Superman, mas os inimigos que Patrine enfrenta, chega a ser covardia a comparação.
Quem é quem em Patrine

Importante mencionar que a maioria dos casos que Patrine tem que investigar algum parente, ou amigo, estão relacionados, assim vamos apresentar o personagens mais importantes durante a série.
Família Murakami

Vamos começar pela família Murakami, formada pelos pais: Noriko e Hayato, e pelos três filhos: Tomoko, Hideki e Sayuri.

Noriko inicialmente é a dona de casa, papel tradicional da família japonesa, sendo que no decorrer da série, começa a trabalhar numa loja de uma amiga que ficou doente.
Hayato é um jornalista de uma revista conceituada para o público feminino. Apaixonado pela Patrine, ele nem imagina que seja sua própria filha, gerando grandes brigas com Noriko por causa disso.

Sayuri é a irmã mais velha dos Murakami, tendo 15 anos, ela sempre dá o exemplo em casa. Transformando-se em Patrine, ela vê sua vida dividida em duas, se sentindo extremamente exausta por causa disso.

Hideki é irmão do meio e é grande admirador da Patrine. Junto com seus amigos, ele fundou o Clube Patrine, para ajudar a guerreira nessa briga contra o mal.

Tomoko é a irmã mais nova, que adora imitar a mãe e a irmã mais velha em casa. Na segunda fase, Tomoko se transforma na Estrela Fascinante Pequena Patrine, sendo que nem imagina que a heroína Patrine seja sua própria irmã, Sayuri.
O Clube Patrine

Formado por Hideki, o clube formado por 4 garotos, tem com intuito ajudar a guerreira.

Filho da detetive Honda, Kazuya é o mais novo dos garotos do clube, sendo que seu principal hobbie é fazer cambalhota.

Kenji é o mais esperto do grupo, sendo que tem como hobbie desenhar, principalmente em retrato falado, ajudando nas missões do clube Patrine.

Shinosuke é o mais atrapalhado do clube, sendo sempre pego pela Arai, atrás de um artefato raro, ou se apaixonando pela Patrine.
O ladrão da Dragon Ball X Napoleão, o espírito da beleza X O cabeleireiro contra os Jrockers

Antes de falar do dia a dia da Estrela Fascinante Patrine, se prepara, porque os desafios dela são cada um, mais exótico que o outro.

Comecemos com o vendedor de uma loja de games que vende sempre o mesmo cartucho de Dragon Ball para Famicon, para as crianças da cidade. Ele sempre avisa do estranho bandido de cartuchos, sendo ele mesmo que assalta seus clientes à noite. Só a Patrine mesmo para dar um fim nesse bandido.

E porque não citar Arai, a garota que vem pedir favores aos meninos que sempre estão na casa dos Murakami (lar da Sayuri). Pedindo para os garotos ajudarem a achar o vinho da juventude encontrado por Napoleão numa missão ao Egito, Arai obriga os garotos a procurarem numa caverna próxima da cidade, despertando a ira do espírito de Napoleão. Resta a Patrine a dar um fim no espírito do grande vilão da historia.
Mesmo que a Associação dos cabeleireiros lhe perdoe, eu, Estrela Fascinante Patrine não o perdoarei. Jamais! – Patrine

E o que você faria se visse um careca com maquiagem de roqueiro chorando no alto de um shopping? Com certeza não faria o que Patrine fez, em se disfarçar de roqueira para atrair o estranho cabeleireiro. Ela estava disposta a condenar a decisão do louco cabelereiro de deixar careca todas às cabeleiras estranhas que vê pela rua.

Por estar resolvendo todos os problemas que a policia deveria resolver, Patrine está virando uma pedra no sapato para a Detetive Honda. Tendo a missão de prender Patrine diretamente do comissário de polícia, Detetive Honda precisa chamar atenção da heroína mascarada.

Você já viu um herói brigar contra produtos piratas? Num dos episódios, Patrine tem como inimigos, uma organização que produz produtos baseados nela, ganhando dinheiro à custas dela. Seqüestrando a detetive Honda, eles querem que a verdadeira Patrine apareça para alavanca os produtos deles.

Agora, quando achamos que já víamos de tudo, surge um político que usa um adolescente, para arrecadar brinquedos, e depois fritar como tempurá, e mandar para fora do país, assim arranjando dinheiro para sua campanha eleitoral. E quem imaginaria, no meio dos brinquedos, está à adaga da Patrine. Para ajuda, no mesmo dia Sayuri levou sua roupa pra lavanderia, tendo que usar seu cérebro para investigar. Estando “sem” poderes, Patrine precisa recuperar sua adaga e buscar sua roupa para derrotar o político inescrupuloso.

Os episódios só tendem a ficar mais nonsense, quanto mais a série se desenvolve. Um dos episódios mais bizarros é o da lanchonete. Seus lanches viciam as pessoas da cidade, que se tornam escravos da lanchonete, restando a Patrine os resgatar.

A série entra em sua segunda fase, com a entrada do Diabo do Inferno, que faz Deus Protetor convocar uma nova guerreira, a Pequena Patrine.

Continua


Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Trick

Essa série produzida pela TV ASAHI em 2000, composta de três temporadas e três filmes, tem entre seus méritos a participação especial dos atores principais em Doraemon, graças ao sucesso da série.

Caminhando sobre o gênero de terror, conhecemos Naoko Yamada que é demitida de um circo local, por suas funções de ilusionista não serem mais necessárias. Ela que vem de uma família de ilusionistas, graças a tudo que seu pai lhe ensinou, assim aceita uma nova proposta de emprego de se passar por uma feiticeira para o professor de física Jiro Ueda. Naoko encontra diversos outras pessoas que também vieram ganhar o valor dado ao professor, caso alguém provasse que tem poderes paranormais, assim Naoko decide enganar o professor com uma ilusão num envelope de papel, conseguindo chamar atenção dele.

O verdadeiro plano do professor Jiro Ueda era muito além do simples prêmio de quem provasse ter poderes paranormais, assim com relutância Naoko forma dupla com ele, para tentar desvendar o primeiro caso juntos.

Chegando numa estranha comunidade religiosa, Naoko tem que desvendar o mistério da Okasan-sama (Excelentíssima mãe, Maezona). Cada plano de tentarem despistar Naoko da verdade, criando falsos efeitos paranormais, são rapidamente desmarados por ela, um a um. O que levou o caso ser resolvido pela polícia, foi justamente que qualquer um que fugisse da comunidade, morria misteriosamente dias depois, sempre vendo a Okasan-sama voando, como um sinal de maldição da própria. O primeiro truque a ser revelado para a comunidade é justamente sobre os envelopes de pedidos que todos fazem na comunidade e Okasan-sama lê sem abrir os envelopes, Naoko revela que ela usa álcool nas mãos, deixando transparente o envelope para assim ler os pedidos. O caso ao ser resolvido desmascarando Okasan-sama, ela envenena-se por não aceitar o fim de sua comunidade, assim encerrando o primeiro caso de Naoko Yamada e o professor Jiro Ueda.

A série nos casos seguintes, também revela detalhes sobre a vida de Naoko Yamada, como também a estranha ligação entre ela e a sua própria mãe. Descobrimos que no passado, Gouzou Yamada (pai de Naoko) desmascarava diversos paranormais, os expondo para mídia de charlatões, também por isso ele foi amaldiçoado por muitos. Lembrando, em cada caso resolvido, sempre os culpados citam a morte do pai de Naoko, quando ela era criança, por um verdadeiro paranormal, assim a almadiçoando.

Satomi Yamada (mãe de Naoko) é uma personagem presente em todos os episódios da série, sempre dando conselhos a sua filha, como também sendo enganada pela própria, ao dizer que estava ganhando muito dinheiro em Tóquio, assim não precisando se preocupar. Satomi vive numa cidade de interior e sempre pressente quando algo está errada com sua filha, por causa de sua estranha ligação.

Vale também realçar a amizade entre Naoko e professor Jiro Ueda, tornando até uma relação meio caricata, quando ambos se envolvem em perigo. Num dos episódios, ele fala que ele é extremamente bem dotado, mais para frente aparece um cadáver sem cabeça, com as mesmas roupas dele, Naoko decide conferir se é ele mesmo, abrindo as calças do cadáver, numa situação para lá de hilária, ao pedir que o policial presente comparasse o tamanho do próprio com o do cadáver.

Naoko Yamada foi interpretada pela brilhante Yukie Nakama que aqui no Brasil, a conhecemos pelo papel de Oboro no filme Shinobi. Ainda no Brasil, tivemos outro filme com atuação dela, o filme RINGU 0 (o original dos filmes de terror americano Ring, o Chamado). Além disso, ela também protagonizou o seriado Gokusen, no qual interpreta a neta de poderoso chefe dos Yakuza que divide sua vida entre ser professora e administrar seus próprios Yakuzas.

O professor Jiro Ueda foi interpretado também pelo bastante popular Hiroshi Abe. Aqui no Brasil também já tivemos um filme com o ator, chamado “Tokyo Raiders”, lançado por aqui pela Columbia Pictures. Além disso, ele protagonizou um dos programas mais assistidos do Japão, o seriado “Hero” e também participou entre diversos trabalhos na série “Musashi” em 2003 pela NHK. Sem comentar que ele já foi garoto propaganda da Visa, Johnson & Johnson, Toyota entre outras.

Vale lembrar que Trick pode ser comparado a uma mistura de Arquivo X e Scooby Doo, sendo apenas uma das qualidades que o seriado tem. Assim, quando você tiver um assunto paranormal, você ira lembrar do professor Jiro Ueda e da Naoko Yamada.

Categorias
Críticas de Séries Críticas e Reviews

Crítica | Moto Kare



Quem já não teve problemas com sua ex-namorada? Existem pessoas que conseguem ser amigos depois de uma relação, outros nem tanto assim, desejando que esse ser nunca mais o encontre. Verdade seja dita, ser “ex” não é das melhores coisas e não existe nada mais desagradável que encontrar sua “ex” como nova funcionária da empresa em que você trabalha.

Nesse dorama assinado pela Komatsu Eriko, os atores Domoto Tsuyoshi e Hirosue Ryoko retornam como protagonistas. Para quem se lembra, o outro dorama da Eriko, Summer Snow, os dois atuaram também como casal e rever os dois em cena de novo foi uma boa nostalgia.

A História

Toji Kashiwaba é o novo encarregado da seção de comidas em uma loja de departamentos. Ele tem que acordar cedo todos os dias, trabalhar até mais tarde, tudo para o melhor da empresa e do seu emprego. Ele não reclama, sabe o quanto pesa a procura de um emprego depois de se formar na faculdade. Na verdade ele é um cara comum, como qualquer outro, em que deseja crescer na empresa em que trabalha.

Ele namora a Nao Hayakawa, uma garota doce e meiga que também trabalha na mesma empresa que ele. Os dois são tímidos e seu namoro é mantido em segredo, sempre os dois fazendo sinais discretos que apenas eles entendem.

A relação de Toji e Nao ainda está no início, mas a Nao quer mais que isso pensando numa relação mais séria com o Toji. Ela não pensa ficar na empresa por muitos anos, na verdade pensa em casamento e acha que o Toji por ser tão certinho, seria o cara certo.

A Rival

Tudo começa a mudar na companhia quando surge a Makoto Saeki, a nova gerente enviada pela agência de publicidade para cuidar das ações da loja. Toji inicialmente fica incomodado ao reconhecer a Makoto que era sua ex-namorada, mas fica mais incomodado ainda, por ela fazer de conta de que não o conhece.

Toji vai tirar satisfação com a Makoto e a prende no elevador para saber quem ela é. Ela sem pestanejar humilha o Toji dizendo que fez bem ao largar dele no passado, pois ele não teria nenhum sonho maior, vivendo essa vida pelo resto dos seus dias.

Inicialmente, Toji pede que permaneça essa situação dos dois não se conhecerem, porque não quer que a Nao descubra que ele namorou a Makoto.

Saindo do elevador, Nao percebe que houve uma tensão entre Toji e Makoto, não entendendo o que os dois têm em comum.

A parceria e o triângulo amoroso

Para o crescimento da companhia, a empresa decide que Toji tem que trabalhar em parceria com a Makoto para o desenvolvimento de festivais culinários, assim atrair novos clientes.

Ambos desenvolvem um festival de Lamen, convidando os maiores cozinheiros da cidade para o festival dentro da loja. Não precisa dizer que é uma tarefa dificílima, já que cozinheiros não são tão fáceis de lidar. Muitos são exigentes, não gostam de mudar sua rotina e dão valor ao prato que desenvolveu, muitas vezes julgando o cliente que começar pelo caldo ou pelo macarrão.

Toji e Makoto precisam ir de restaurante a restaurante provar o Lamen e conseguir convencer o cozinheiro a participar do festival. Não é uma tarefa fácil, porém sem perceber, Makoto e Toji ressuscitam muitas das discussões da época de namoro. Nao ainda sem descobrir a verdade, não gosta nada de ver seu namorado o tempo todo com a nova gerente de contas.

O festival ainda precisa ser montado, assim Toji e a Makoto madrugam na loja coordenando os outros funcionários a montar o festival.

Por fim, o dia do festival chega e se torna um grande sucesso de público com enormes filas de espera. Makoto acaba pegando um prato para o Toji e sem perceber descobre que está apaixonada por ele de novo, ao ver ele com a Nao.

Uma viagem

Nao decide tirar férias da empresa e quer que Toji também tire para que ambos possam viajar juntos a um Onsen e aprofundar sua relação. Porém, mesmo ameaçando e tirando sua semana de férias, Toji não consegue pedir ao chefe por alguns dias de folga, por estar tão compenetrado ao trabalho.

Enquanto isso Makoto aparece na casa do Toji, fazendo todos pensar que ela é a namorada dele. Com a mãe dele viajando para cuidar dos avôs, Makoto acaba assumindo alguns afazeres domésticos ganhando pontos para o pai e o irmão mais novo dele.

Mesmo desmentindo que Makoto não é sua namorada, ele acaba criando um mal estar em casa por parecer que estar namorando duas mulheres ao mesmo tempo.

Segredos revelados

Nao descobre que Makoto e Toji já se conheciam antes do trabalho, ao perceber que os dois usam o mesmo acessório no celular. Perguntando ao Toji, ele não consegue negar, assim ela decide ir atrás da Makoto e tirar satisfações.

Makoto respeita a decisão de Nao, porém se Toji se sentir atraído por ela, ela irá retribuir. Isso enfurece a Nao, que decide não perder essa batalha para a ex-namorada dele.

Enquanto isso na companhia não se fala outra coisa do que a Makoto estaria tendo caso com um gerente da loja de departamento que é conhecido por mulherengo. Lembrando que Makoto só foi trabalhar lá, pois a garota anterior havia sido dispensada por ele. Isso acaba desmoralizando ela, que acaba sendo substituída por um homem sem lá grande eficiência.

O gerente descobrindo a verdade sente pena por ela e usa seus contatos, surgindo um convite de uma agência de publicidade em Kyoto. Ela aceita a proposta, assim optando por deixar a cidade nos próximos dias.

Enquanto isso, a relação Nao e Toji não está nada bem, com as crises de Nao de ciúmes por Toji. Ele terá que fazer uma escolha muito importante agora, se decide ficar com ela até o fim dos seus dias, ou se irá impedir Makoto de ir embora de sua vida de novo.

Conclusão

Moto Kare foi uma grande surpresa para mim, sendo uma série que foi produzida em 2003. Essa série dá uma sensação de querer assistir mais e mais, sendo uma ótima pedida, para quem gosta de tramas sobre o cotidiano.

Logicamente que o enredo tem muitos sub-enredos, como melhor amigo do Toji que é um medroso e fracassado, mas que o Toji decide ajudar para mudar isso. Temos o irmão do Toji que decide roubar a namorada do seu melhor amigo, e outros personagens de apoio que sustentam e tornam a série tão maravilhosa.

Fazia tempo que não assistia uma série com Domoto Tsuyoshi e não me decepcionei, alias achei que a interpretação dele aqui, está muito melhor que em Summer Snow.

Elenco

Domoto Tsuyoshi interpretando o Toji muito bem por sinal. Ele é um dos membros da dupla Kinki Kids e estava meio sumido dos doramas desde 2005, voltando em algumas novas séries desde o ano passado. A série mais recente que ele atuou foi na Kaette Kosaserareta 33pun Tantei exibida entre os meses de março e abril de 2009.

No papel de Makoto, tivemos a Hirosue Ryoko que já havia contracenado com Domoto, como par romântico em Summer Snow. Ela volta com uma personalidade bastante impertinente, deixando muitas vezes Toji sem ter o que responder. Ryoko está muito bem nessa série, considerando até um dos melhores trabalhos dela. Lembrando que ela fez uma líder de gangue de motoqueiros muito bem em Yasuko to Kenji ano passado. Ela já está confirmada para o dorama de época Ryoma den da NHK para 2010.

A Nao foi interpretada pela Uchiyama Rina que deu a personagem a uma meiguice que fez a diferente no final da série. Na época, ela tinha saído do dorama Good Luck, sendo uma das garotas que queria ficar com o personagem do Takuya Kimura, indo para uma das personagens principais em Moto Kare. Seu último destaque profissional foi no dorama Yagyu Ichizoku no Inbo em 2008 pela TV Asahi.

Música

O tema da série como de praxe é da dupla Kinki Kids, com HAKKA Candy. Por que praxe? Porque a maioria dos doramas, o ator que normalmente é cantor também, canta o tema, assim HAKKA Candy é cantada por Domoto que é da dupla Kinki Kids.

Para música de inserção foi utilizada a Tsunami do grupo Southem All Stars.