Pachinko no Brasil? Provavelmente não, mas entenda o que pode vir em “apostas”

No japão, os famosos “jogos de azar”, ou simplesmente jogos de apostas, assim como vemos nas lotéricas no Brasil, também, é um mercado extremamente forte que envolve empresas como as próprias SEGA, Konami e muitas outras de games que conhecemos ocidentalmente por jogos de consoles e celulares, por exemplo.

Pachinko é basicamente um entretenimento e jogo de azar praticado em máquinas que se assemelham a um cruzamento entre pinball e slot machine. Há milhares de máquinas dessas espalhadas nas cidades mais movimentadas do país.

No mais, talvez o Brasil nunca tenha de fato uma espécie de “cassino” físico, mas há de se levar em conta o projeto para aprovações e localizações de websites online, que estão para ser efetivados. Entenda:

O projeto em processo de aprovação para esse ano no Brasil, prevê a regulamentação apostas no nosso país, o que inclui plataformas virtuais de apostas esportivas, que com otimismo ja firmam parcerias com ex-jogadores e clubes pelo país, como a Leovegas, originalmente uma marca sueca, que fechou contrato de patrocínio com o Guarani, e a 22bet, que firmou parceria com o lendário Ronaldinho Gaúcho. Sendo uma ótima maneira das empresas criarem uma proximidade maior com o público brasileiro e encoraja-los a se introduzir no mercado das apostas.

Além das apostas relacionadas a esportes, estabelecidas sobre resultados e outros parâmetros que ocorrem dentro das partidas e servem como lances pelos apostadores, os serviços também oferecerão cassinos virtuais, com os mesmos tipos de jogos que as tradicionais casas de apostas, também possibilitadas pela medida, podem oferecer aos consumidores.

O Brasil se manteve fora do mercado de apostas por quase 50 anos, se estigmatizando a prática e até lhe dando a alcunha de “jogos de azar”. Culturalmente foi construída essa visão equivocada sobre a prática, pois enquanto esse mercado se desenvolve forte e continuamente nos EUA e na Europa, as coisas ficaram estagnadas por aqui com o único tipo de jogo disponível popularmente sendo as loterias que disponibilizam os sorteios de números aleatórios, ainda tendo fama de possuírem credibilidade duvidosa, em algumas situações já comunicadas pela imprensa.

A melhor parte sobre essa abertura de mercado não está apenas relacionada a enorme quantia monetária que esse mercado tem potencial para movimentar, mas no benefício de aproximar a população das apostas associando-as com seus esportes preferidos, como futebol, basquete e até torneios de e-sports, que possuem popularidade crescente no cenário nacional. A diversidade de entretenimento é algo que beneficia a cultura nacional como um todo, e levando em conta exemplos do exterior, como no próprio Japão, a abertura de um mercado desses é sempre um ponto positivo em questão econômica para o país. Por outro lado, envolve o famigerado vício, que realmente é algo que deveria ser tratado antes das aprovações. Se em websites já há um limite premeditado para apostas diárias, conforme o consumidor requisitar, será que teríamos algo assim por aqui? Instituições tratando de vícios, etc. No geral, as aprovações podem movimentar diferentes setores econômicos atrelados a prática das apostas, como turismo, marketing e desenvolvimento de plataformas virtuais do ramo, mesmo sendo só uma aprovação geral online.

About Giuliano Peccilli

Editor do JWave, Podcaster e Gamer nas horas vagas. Também trabalhou na Anime Do, Anime Pró, Neo Tokyo e Nintendo World.

View all posts by Giuliano Peccilli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.